Terça-feira, 7 de abril de 2020

(44) 2031-0399

(44) 9 9907-2342

Anúncio - Fabio de Carvalho
Anúncio - Dr Ronaldo
Anúncio - Gisele
Anúncio - Movimento Saúde

O uso de medicamentos por pessoas que não tem as doenças para as quais são indicadas pode ser muito perigoso para a saúde

“Automedicação para prevenir Covid-19 pode prejudicar a saúde”, afirma especialista

Publicado em 23/03/2020 às 12:43 por Rosi Rodrigues

Medicamentos que tem na composição as substâncias hidroxicloroquina e cloroquina – indicados para pacientes com doenças crônicas autoimunes, como o Lúpus – estão desaparecendo das farmácias de Umuarama. Tais substâncias estão em teste no tratamento do Covid-19, o novo Coronavírus. 
“Além de sua eficácia na prevenção não ter nenhuma comprovação científica, o uso indiscriminado dessas substâncias, por pessoas que não tem as doenças para as quais são indicadas, pode ser muito perigoso para a saúde”, afirma o médico pneumologista e intensivista, Dr. Ronaldo de Souza, que é presidente da Associação Médica de Umuarama – AMU. 
Segundo ele, é importante ter em casa um termômetro, para aferir a febre e antitérmicos. “Caso a temperatura for igual ou maior a 37.8 o paciente deve tomar dipirona ou paracetamol. Só se deve procurar atendimento médico se a febre persistir ou se tiver dificuldades para respirar”, destacou o médico.
Segundo ele, não há medicamentos para a prevenção do Covid-19. “As pessoas não devem tomar nada de diferente do que já tomam, no caso dos pacientes com doenças crônicas e que fazem uso de medicamentos contínuos”, recomenda.
Os riscos são os efeitos colaterais da medicação. “Por exemplo, se for uma medicação pra hipertensão, vai provocar hipotensão e o paciente pode desmaiar, medicamentos para diabetes podem gerar hipoglicemia e também causar danos à saúde. Não tem porque a pessoa tomar uma medicação que não é indicada para ela”, explica o especialista. 
Outro risco aprontado pelo médico é do desabastecimento, que poderia prejudicar pacientes que realmente precisam da medicação. 

O QUE FAZER EM CASO DE SINTOMAS PERSISTENTES? 

O primeiro passo é entrar em contato com as autoridades por telefone e seguir as orientações dos profissionais de saúde. 
Moradores de todos os municípios da região que precisarem de orientações sobre o Covid-19, podem entrar em contato por telefone com a Ouvidoria da 12ª Regional de Saúde, através do número 153, com a Ouvidoria da SESA, através do número 0800 644 4414 ou do WhatApp (41) 3330 4414.
Moradores de Umuarama podem entrar em contato com a Secretaria Municipal de Saúde pelo telefone (44) 3639 1900.

Anúncio - Dra Marlene
Anúncio - Dr Antonio