Sábado, 24 de agosto de 2019

(44) 2031-0399

(44) 9 9907-2342

Anúncio - Dr Ronaldo
Anúncio - Gisele

A ideia é facilitar o atendimento à população que não pode deixar o ambiente de trabalho para consultas.

Ministério da Saúde anuncia novos horários de funcionamentos das UBS

Publicado em 09/05/2019 às 16:45

O Ministério da Saúde publicará nesta quinta-feira (9) a portaria que amplia o horário de atendimento de unidades básicas de saúde!

A orientação do presidente Jair Bolsonaro foi levada aos prefeitos reunidos em Brasília pelo Ministério da Saúde. A ideia é facilitar o atendimento à população economicamente ativa que não pode deixar o ambiente de trabalho para consultas.

De acordo com o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, as opções de carga horária semanal a serem disponibilizadas aos chamados postos de saúde são 40 horas (esquema atual), 60 horas e 75 horas. Atualmente, a maioria das unidades funciona até as 17 horas. Com a mudança, elas poderão atender até as 22 horas.

Ainda segundo o ministro, a partir da publicação da portaria, prefeitos e secretários municipais de Saúde terão de se organizar para definir qual a carga horária a ser adotada em cada unidade básica de saúde do respectivo município. “Nós estamos dando para eles algumas coisas que eles nunca tiveram. Que as equipes possam ter propostas de trabalho de 40 horas, de 60 horas e de 75 horas. Que eles organizem os horários dessas equipes”, disse.

Outra novidade prevista na portaria, segundo Mandetta, é a possibilidade de cada unidade básica de saúde poder contar com até seis equipes de profissionais e não mais três, como funciona atualmente. A proposta do ministério é que os postos de saúde que aderirem à carga horária de 75 horas semanais possam organizar melhor seu esquema de trabalho tendo disponíveis mais equipes e, em alguns casos, triplicando a verba de custeio.

“A gente espera, com isso, desafogar muito as UPAs [unidades de pronto atendimento] e emergências”, disse o ministro, ao citar como exemplo mulheres que buscam atendimento médico para os filhos depois das 17 horas. “Parece que criança só piora de noite. E aí, o único local que essa mãe tinha era uma UPA. Às vezes, ela atravessava a cidade. Ter até as 22 horas também pode ser um momento para fazer a vacina, colocar tudo em dia, fazer o preventivo”.

FONTE: Ministério da Saúde

Anúncio - Dra Marlene
Anúncio - Dr Antonio