Terça-feira, 23 de abril de 2019

(44) 2031-0399

(44) 9 9907-2342

Anúncio - Dr Ronaldo
Anúncio - Gisele

O objetivo é atualizar profissionais que atuam em toda rede assistencial para reforçar o manejo adequado da influenza, de acordo com os protocolos vigentes do Ministério da Saúde

Foto: Divulgação

Curso Manejo Clínico da Influenza: aberto para profissionais de diversas categorias

Publicado em 21/03/2019 às 14:17

O curso online Manejo Clínico da Influenza, oferecido pela Fiocruz Brasília, por meio da Secretaria Executiva da UNA-SUS e da Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde (SVS/MS), está com matrículas abertas até 28 de junho de 2019.

Anteriormente restrito a médicos, agora o curso poderá ser realizado por profissionais de saúde de diversas categorias, além de demais interessados no tema, como universitários.

O objetivo é atualizar os profissionais que atuam em toda rede assistencial para reforçar o manejo adequado da influenza, de acordo com os protocolos vigentes do Ministério da Saúde, que preconizam o uso da medicação antiviral e a atenção especial aos casos de síndrome respiratória aguda grave.

O curso começou a ser oferecido em 2013 e, desde então, obteve mais de 7.700 matrículas, sendo que 14,02% estão concentradas no estado de São Paulo, seguido da 6,74% Bahia e 8,73% em Minas Gerais.

O curso foi atualizado em 2016 com a nova versão do Protocolo de Tratamento de Influenza, lançado pelo MS. Com a nova edição do Protocolo, o curso passou a abordar questões como a posologia e administração de antivirais para gestantes e crianças. O curso trata ainda do diagnóstico diferencial entre o resfriado comum de síndrome gripal e a síndrome respiratória aguda grave, dos principais riscos de complicação e das medidas que reduzem a transmissão da gripe.

Para dinamizar o conhecimento, o aluno terá que resolver cinco casos clínicos, sendo um deles com crianças. Ao final de cada caso, há vídeos de especialistas comentando a situação clínica fictícia.

Influenza
Neste ano de 2019, no Brasil, está sendo observada a circulação dos vírus desde o início do ano com a predominância do influenza A (H1N1)pdm09 em algumas unidades federadas e regiões do país – indicando o início da sazonalidade. É importante ressaltar que, apesar da sazonalidade do vírus ser maior no outono e inverno, no Brasil pode haver circulação em outras épocas do ano, devido às diferenças geográficas e climáticas regionais.

De acordo com dados do último boletim epidemiológico do Ministério da Saúde, no início do ano, o vírus influenza circulou com maior intensidade no estado do Amazonas, apesar de não se ter observada a sazonalidade instalada em todo o país. Da Semana Epidemiológica (SE) 01 até o dia 05 de março, foram notificados no Estado do Amazonas 301 casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), dos quais 86,7% (261/301) ocorreram no município de Manaus, 4,3% (13/301) em Iranduba, 1,3% (4/301) em Itacoatiara e em Manacapuru, e 1% (3/301) em Borba e também em Maues. Dos casos notificados, 8,6% (26/301) evoluíram ao óbito, dos quais 76,9% (20/26) foram em Manaus.

A vacinação é uma das principais medidas preventivas para influenza. Em 2019, o Ministério da Saúde realizará a 21ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe. A vacina é considerada uma das medidas mais eficazes para evitar casos graves e óbitos por gripe.

Para se matricular, acesse o link.

Com informações da UNA-SUS/SE

Anúncio - Dra Marlene
Anúncio - Dr Antonio