Segunda-feira, 23 de setembro de 2019

(44) 2031-0399

(44) 9 9907-2342

Anúncio - Dr Ronaldo
Anúncio - Gisele

Estima-se que os casos de cálculo renal, mais conhecido como pedra nos rins, aumentam 30% durante o verão

Foto: Divulgação

Pedra nos rins é mais comum durante o verão

Publicado em 22/01/2019 às 14:13 por Rosi Rodrigues

O verão requer alguns cuidados com a saúde. Não é novidade a atenção redobrada com a pele no decorrer da estação, mas muita gente não sabe que os rins também necessitam de mais cuidados nessa época.

Estima-se que os casos de cálculo renal, mais conhecido como pedra nos rins, aumentam 30% durante o verão. Isso ocorre porque com o suor, mais comum nesta estação por causa do calor, aumenta a responsabilidade dos rins em filtrar as impurezas da alimentação.

Segundo o nefrologista da Unimed Cuiabá Vitor Carlos de Souza Vieira, esse é mais um motivo para se manter bem hidratado. “Diminuir e controlar a ingestão de sal, carnes e proteínas de origem animal são formas de se prevenir. Mas, o essencial é se hidratar mais do que o normal”, frisa, ressaltando que o consumo de sucos cítricos são bem-vindos, pois ajudam a impedir a formação de pedras.

Outro ponto de atenção é que o cálculo renal também pode se instalar em outros órgãos, como a bexiga, a uretra e os ureteres. Para verificar se está tudo bem, o indivíduo pode analisar a sua própria urina, como orienta o especialista: “O correto é que a urina esteja da cor da água. Se estiver amarelada significa que os rins não estão trabalhando normalmente. Nesses casos, é preciso ficar atento e aumentar o consumo de água. Quanto mais água for ingerida, maior é a possibilidade de eliminação dos cristais que formam as pedras”

 

Fonte:  Portal Unimed

Anúncio - Dra Marlene
Anúncio - Dr Antonio