Terça-feira, 13 de novembro de 2018

(44) 2031-0399

(44) 9 9907-2342

Anúncio - Fabio de Carvalho
Anúncio - Dr Ronaldo
Anúncio - Renilde

Profissionais de saúde de toda a região participaram da Atualização em Sala de Vacina

Foto: Rosi Rodrigues

Autoridades de saúde da região atuam para combater a baixa cobertura vacinal

Publicado em 17/07/2018 às 17:11 por Rosi Rodrigues

Segundo informações da 12ª Regional de Saúde, nunca houve uma adesão tão baixa a vacina contra a gripe como em 2018. A situação é ainda mais grave na faixa etária até os 5 anos de idade, quando a criança depende exclusivamente dos pais ou responsáveis para receber a imunização. Este ano, apenas 69% das crianças que tinham direito foram vacinadas na nossa região. A cobertura vacinal para outras doenças consideradas erradicadas também está cada ano menor e algumas já voltaram a aparecer.

O Curso de Atualização em Sala de Vacina Preocupadas, as autoridades de saúde atuam para combater a baixa cobertura vacinal. Enfermeiros e técnicos de unidades de saúde da região, participaram de uma Capacitação em Sala de Vacina, realizada na última quinta-feira (12), nas dependências da 12ª Regional de Saúde em Umuarama.

Os profissionais receberam informações atualizadas, segundo os últimos protocolos para a atividade, sobre armazenamento, técnicas de aplicação e calendário vacinal.

Aletheia Patrícia Busch, chefe de divisão de vigilância em Saúde da 12ª RS.A morte de uma adolescente de apenas 13 anos de idade em Umuarama, no dia 19 de maio de 2017, por complicações provocadas por meningite bacteriana foi amplamente divulgada na mídia e alertou as autoridades locais.

“A menina não era vacinada. Uma morte prematura, que poderia ser evitada com a vacina, que é gratuita e está disponível em todos os postos de saúde de Umuarama e do Brasil. A vacina é um direito de todo cidadão e obrigação dos pais”, esclareceu Aletheia.

Outras doenças como o sarampo, por exemplo, que também pode matar, tem registrado surtos cada vez mais frequentes em diversas regiões do Brasil, inclusive com casos confirmados nos municípios que integram o Consórcio Intermunicipal de Saúde – Cisa-Amerios e 12ª Regional de Saúde de Umuarama. No mesmo período, a cobertura vacinal contra o sarampo caiu drasticamente em todo o país.

VACINAÇÃO É OBRIGATÓRIA NO PARANÁ

Diante do quadro preocupante da baixa imunização, o Governo do Estado do Paraná, através de uma parceria entre a Secretaria de Estado da Saúde e Secretaria de Estado da Educação, tornou obrigatória (Lei 19.534/2018) a apresentação da carteira de vacinação, em dia, para todos os alunos da Rede Estadual de Ensino, com menos de 18 anos de idade, a partir do ano letivo de 2019.

“Os pais devem ir se preparando. O ideal é levar crianças e adolescentes ao posto de saúde mais perto de casa e colocar em dia as vacinas. A carteira de vacinação será exigida no ato da matrícula”, destacou Alethéia.

 

Anúncio - Dra Marlene
Anúncio - Dr Antonio