Terça-feira, 5 de julho de 2022

(44) 2031-0399

(44) 9 9907-2342

Anúncio - Dr Ronaldo
Anúncio - André
Anúncio - INSTITUCIONAL

Hospital Cemil faz campanha de combate ao abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes

Publicado em 19/05/2022 às 13:31 por Editoria Movimento Saúde

Não é raro casos de abuso ou exploração sexual de crianças e adolescentes serem detectados por profissionais de saúde durante o atendimento médico-hospitalar. Diante disso e da sua responsabilidade social, o Hospital Cemil, através da Comissão de Humanização realiza uma campanha para colaboradores e também pacientes e acompanhantes, orientando sobre como identificar e denunciar casos suspeitos.


A ação teve início nesta quarta-feira – 18 – Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, e vai se estender durante todo o restante do mês de maio. 
“De quem é o dever de proteger as crianças e adolescentes? É de todos nós!”, disse a psicóloga Ana Paula Pulsides, que está visitando os setores do hospital acompanhada de outros membros da Comissão prestando orientações. 


De acordo com a assistente social Meire Medici, além do direito à proteção integral, prevista no Estatuto da Criança e Adolescente – ECA, esse “dever de todos” em proteger as crianças também é uma obrigação legal: da família, da comunidade, da sociedade em geral e do poder público.


“Aqui no Hospital Cemil, trabalhamos em favor dos direitos de todos os pacientes e de modo especial dos mais frágeis, assim como nossos pequenos, com quem temos um olhar criterioso”, ressaltou a assistente social.  


Cartazes com informações sobre como fazer a denúncia foram afixados em locais de grande visibilidade. Os setores de Psicologia e Assistência Social do Cemil estão à disposição de todos os colaboradores e usuários para tirar dúvidas. 


“Muitas vezes, o abuso pode ser identificado não só no hospital, mas na família, na vizinhança e no convívio social. Esse trabalho é para ampliar ainda mais esse olhar sensível e chamar todos à responsabilidade de proteger nossas crianças”, complementou a assistente social Meire.

Anúncio - Dra Marlene
Anúncio - Dr Antonio