Sexta-feira, 16 de abril de 2021

(44) 2031-0399

(44) 9 9907-2342

Anúncio - Dr Ronaldo
Anúncio - André

as regras internacionais para o uso emergencial da vacina preveem comprovação de eficácia clínica, portanto, que evite a doença, que tenha poucos efeitos colaterais, e que estes sejam leves

Foto: Reuters

Covid-19: Reino Unido aprova vacina emergencial e imunização começa na próxima semana

Publicado em 02/12/2020 às 18:44

Nos últimos meses, quando o assunto é covid-19, as notícias têm sido muito preocupantes, mas esta quarta-feira (02/12) começou com uma boa notícia. O Reino Unido aprovou o uso emergencial da primeira vacina contra covid-19, desenvolvida pela Pfizer, em parceria com a alemã BioNTech.

Conforme destacou o infectologista de Curitiba Clovis da Cunha, “as regras internacionais para o uso emergencial da vacina preveem comprovação de eficácia clínica, portanto, que evite a doença, que tenha poucos efeitos colaterais, e que estes sejam leves”.

Alerta

Por outro lado, o infectologista alertou que várias cidades do estado do Paraná e do Brasil tiveram grande aumento de casos de covid. “Se essa curva ascendente continuar, nós chagaremos ao caos, ao colapso do sistema de saúde, tanto público como privado, portanto, todos nós devemos fazer nossa parte, para evitar festas e aglomerações”, acentuou.

Ele salientou cuidados simples como o uso da máscara, distanciamento físico e higienização das mãos e pediu que a população se mantenha firme, pois em poucos meses deveremos ter vacinas disponíveis para covid também no Brasil. “Foi um ano muito difícil para todos, especialmente para nós, profissionais de saúde, mas devemos ter um pouco mais de paciência para voltarmos a ter festas e confraternizações”, reforçou.

Em uma semana

O governo do Reino Unido anunciou que a vacina estará disponível em uma semana, a princípio com 800 mil doses, suficiente para imunizar 400 mil pessoas. No total, o país pediu cerca de 40 milhões de doses. Os primeiros a receberem a vacina serão os profissionais de saúde, seguidos por adultos mais velhos.

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, classificou como "fantástica" a aprovação do uso da vacina, salientando que ela vai ajudar as pessoas a recuperarem suas vidas. "É fantástico que a MHRA [Agência Reguladora de Saúde e Produtos Médicos] do Reino Unido tenha licenciado formalmente a vacina do grupo Pfizer/BioNTech contra covid-19. A vacina estará disponível em todo o Reino Unido a partir da próxima semana", disse Johnson no Twitter. "É a proteção das vacinas que, no final, nos permitirá recuperar a vida e reiniciar a economia", acrescentou Johnson

Com informações da Agência Brasil

 

 

 

 

Anúncio - Dra Marlene
Anúncio - Dr Antonio