Terça-feira, 19 de outubro de 2021

(44) 2031-0399

(44) 9 9907-2342

Anúncio - Dr Ronaldo
Anúncio - André

Nos últimos dia, no entanto, o aumento nas buscas pelo atendimento de casos suspeitos e consequentemente de casos positivos elevou a demanda de ocupação dos atuais leitos disponíveis (10 de UTI e 10 de enfermaria), chegando a 100%

Foto: Movimento Saúde

Colaboração da população é fundamental nas estratégias de enfrentamento a Covid-19

Publicado em 12/11/2020 às 09:32

Todas as medidas tomadas no intuito de conter o avanço da Covid-19 em Umuarama, de repente, parecem ter perdido as forças e a doença tem ganhado terreno, com aumento expressivos de casos e, consequentemente, o aumento de internações necessárias.

Dessa forma, a administração municipal está solicitando ao governo do Estado – por meio da Secretaria Municipal de Saúde – a reabilitação de leitos hospitalares para atender umuaramenses infectados pelo coronavírus, que haviam sido desativados, em virtude da redução gradual de casos confirmados, bem como da taxa de ocupação hospitalar em decorrência da doença.  

Nos últimos dia, no entanto, o aumento nas buscas pelo atendimento de casos suspeitos e consequentemente de casos positivos elevou a demanda de ocupação dos atuais leitos disponíveis (10 de UTI e 10 de enfermaria), chegando a 100%.

Relaxamento e aglomerações

Desde o dia primeiro dia deste mês Umuarama acumula 211 novos casos de Covid-19, média diária de 23,4. Para se fazer um comparativo outubro somou 164 casos (média de 5,3 por dia). No total, a cidade conta hoje com 1.533 positivados, 1.254 pessoas já recuperadas e 257 casos ativos.

Para minimizar a aglomeração que tem se formado no Ambulatório de Síndromes Gripais, a Secretaria de Saúde passou a atender pacientes com sintomas da doença em todas as unidades de saúde. O aumento repentino no número de suspeitos de Covid-19, que pode ser agravado devido aos feriados e também ao relaxamento da população quanto às medidas preventivas. Isso tem sido notado principalmente entre os mais jovens, com grandes aglomerações em bares, lanchonetes e casas noturnas, além de praças e do lago municipal, nos finais de tarde e fim de semana.

Muitas pessoas são vistas sem utilizar máscara e desprezando o distanciamento social. O município tem intensificado medidas como fiscalização, orientação e acompanhamento da oscilação do quadro, para definir estratégicas de enfrentamento. A adoção de condutas restritivas, porém, depende de um período mais longo de avaliação – de pelo menos 14 dias – conforme as normativas e protocolos da Secretaria de Estado da Saúde e do Ministério da Saúde.

Prevenção em busca da solução

A Secretaria de Saúde do município lembra que o aumento ocorreu a partir do último dia 5 e até então o número de casos diários vinha diminuindo. Antes de qualquer medida mais rígida, é importante definir como o quadro vai se desenhar nesse período.

Em todo caso, o município orienta à população que a melhor forma de enfrentar a pandemia é a prevenção, o cuidado diário e o empenho pessoal de cada um. As medidas mais efetivas são o uso diário da máscara, a higienização constante das mãos com álcool gel 70%, o distanciamento social, o cuidado com objetos pessoais e o espaçamento em locais públicos.

Com informações da PMU

Anúncio - Dra Marlene
Anúncio - Dr Antonio