Sábado, 16 de outubro de 2021

(44) 2031-0399

(44) 9 9907-2342

Anúncio - Dr Ronaldo
Anúncio - André

O período do estudo é enquanto durar a Pandemia pela COVID-19

Foto: Assessoria

Hospital de Umuarama participa de pesquisa nacional sobre doenças cardíacas e a Covid-19

Publicado em 22/01/2021 às 17:18

O Centro de Hemodinâmica do Instituto Nossa Senhora Aparecida participa do ‘Registro Brasileiro da Cardiologia Intervencionista durante a pandemia da COVID-19’ – o maior estudo do tipo realizado no país. A pesquisa é conduzida simultaneamente 40 centros de cardiologia intervencionista espalhados pelo Brasil e incluirá aproximadamente 2.000 pacientes neles admitidos para realização de procedimentos cardiovasculares. O período do estudo é enquanto durar a Pandemia pela COVID-19. 
“Nosso Hospital foi admitido no maior estudo brasileiro de intervenções cardiológicas realizado durante a Pandemia, o único da Macrorregião Noroeste qualificado para o estudo. Parabéns a todos os profissionais da Hemodinamica, que durante a pandemia ainda esforçaram-se para fazer ciência! Um orgulho para todos os colegas que integram o Instituto Nossa Senhora Aparecida”, disse o Dr. Eder Voltolini, que coordena o estudo em Umuarama. 

O Dr. Eder Voltolini  coordena o estudo em Umuarama
O estudo é coordenado por um comitê de pesquisadores, estudiosos e médicos de diversas universidades e organizações de saúde* e foi provocado pela preocupação dos cientistas com os efeitos da doença do Coronavírus – Covid-19 em pacientes cardíacos. 
O Registro leva em conta o aumento vertiginoso do número de casos e de óbitos no país. As pesquisas demonstram que, “metade dos pacientes com COVID-19 tem condições crônicas, em especial doenças cardiovasculares e cerebrovasculares, seguidas por diabetes melito, elevando sua morbimortalidade. (...) novas manifestações clínicas, como miocardite, arritmias, disfunção ventricular esquerda, embolia sistêmica e infarto do miocárdio podem ser precipitadas pela concomitância da infecção pelo SARS-CoV-2 e precisam ser entendidas dentro na realidade de cada país. O atraso no atendimento destes pacientes parece acrescentar pior prognóstico”, destaca a justificativa do estudo. 
Para os cientistas, “a análise dos resultados deste registro permitirá conhecer o cenário das doenças cardiovasculares relacionadas ao período da pandemia de COVID-19 na prática clínica intervencionista brasileira”. 

O HOSPITAL
Com mais de 50 anos de fundação, o Instituto Nossa Senhora Aparecida é credenciado pelo Sistema Único de Saúde – SUS para realizar procedimentos de Alta Complexidade em Cirurgia Cardíaca e Cardiologia Intervencionista. Em 2019 foram mais de 41 mil procedimentos pelo SUS, 1.144 procedimentos de hemodinâmica (cateterismo cardíaco) e 243 cirurgias cardíacas. Em média, antes da Pandemia do Covid-19, eram realizadas 30 cirurgias cardíacas por mês no hospital de Umuarama.

INSTITUIÇÕES REALIZADORAS DO REGISTRO
1) Hospital das Nações, Curitiba, PR, Brasil. 2) Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, RN, Brasil. 3) Hospital São João Batista, Criciúma, SC, Brasil. 4) Sociedade Brasileira de Cardiologia, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. 5) Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia, São Paulo, SP, Brasil. 6) Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, RJ, Brasil.

COMITÊ OPERACIONAL DIRETIVO
1) Viviana Guzzo Lemke, 2)Maria Sanali Moura Paiva, 3) Giordana Zeferino Mariano, 4) Gláucia Maria Moraes de Oliveira e 5) Ricardo Alves da Costa.


CONFIRA A PROPOSTA DO REGISTRO NA ÍNTEGRA NO LINK


Rosi Rodrigues
Jornalista
INSTITUTO NOSSA SENHORA APARECIDA

Anúncio - Dra Marlene
Anúncio - Dr Antonio