Quinta-feira, 15 de novembro de 2018

(44) 2031-0399

(44) 9 9907-2342

Anúncio - Fabio de Carvalho
Anúncio - Dr Ronaldo
Anúncio - Renilde

Apesar de ter ficado 30 dias sem prestar serviços este ano, o PA lidera com 4.219 atendimentos até agora

Foto: G1

Saúde de Umuarama apresenta balanço positivo com diminuição na fila de espera

Publicado em 05/09/2017 às 09:58 por Rosi Rodrigues

A Secretaria Municipal de Saúde de Umuarama apresentou um balanço positivo, que aponta um volume crescente de investimentos feitos pela administração municipal para dar conta da demanda de serviços com qualidade.

Segundo a Administração Municipal, de 1º de janeiro deste ano até o último dia 25, foram realizadas 73.989 consultas médicas no Pronto Atendimento e nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) – ou seja, proporcionalmente, quase 2/3 do total de habitantes de Umuarama passou por consulta com clínico geral em algum dos 25 postos de saúde do município, incluindo os distritos.

“Não é apenas o número de atendimentos que chama atenção. Estamos aumentando a qualidade, a variedade de procedimentos e contratando serviços de especialistas para reduzir a fila de espera. Já atendemos mais da metade das 29.182 consultadas que estavam represadas em janeiro, acumuladas ao longo dos últimos anos”, lembrou o prefeito Celso Pozzobom. 

A secretária municipal da Saúde, Cecília Cividini, informou que de janeiro a junho deste ano foram realizadas 13.582 consultas com médicos de 17 especialidades.

“São números referentes aos 6 primeiros meses do ano. Se considerarmos julho e agosto, na mesma média mensal, chegamos à marca de 19 mil consultas realizadas com especialistas – ou seja, mais de 65% da demanda acumulada. Não será possível zerar a fila de espera, pois ainda faltam médicos em algumas especialidades, mas avançamos muito no atendimento à população e reduzimos o tempo que as pessoas esperam por uma consulta”, afirmou a secretária.

Saúde em números

O Pronto Atendimento lidera o número de consultas com 34.219 atendimentos ao longo do ano, apesar de ter ficado fechado por um período de 30 dias, quando houve a troca da empresa prestadora de serviços médicos.

O número de atendimento nos postos de saúde também é muito expressivo. UBS Centro Saúde Escola, na Unipar (3.893), o Posto de Saúde Central (3.510) e a UBS do Conjunto 26 de Junho (3.124). Houve mais de 2 mil atendimentos nas UBS Bem Estar, Lovat, Guarani, Jardim Lisboa, Vitória Régia, Panorama e Dom Bosco.

“Se somarmos as consultas realizadas pelo médico da Estratégia Saúde da Família (ESF), são mais 63.934 atendimentos nas UBS”, acrescentou Cecília.

Os procedimentos ambulatoriais realizados desde janeiro – que incluem orientação, acolhimento, aferição de temperatura, pressão arterial, administração de remédios, observação em atendimentos de urgência, curativos, suturas, testes de glicose, inalação, eletrocardiograma e outros (são 45 tipos diferentes) – somam 141.499 ações.

Na área odontológica, 12.800 pacientes atendidos passaram por 71.664 procedimentos de natureza variada. O maior volume se concentrou no Centro de Especialidades Odontológicas e nas unidades do Posto de Saúde Central, Centro Saúde Escola, 26 de Junho, Jardim Cruzeiro e Vitória Régia.

O Centro de Referência Materno Infantil (CRMI), que desde 31 de julho funciona em novo endereço – na rua Paulo Pedrosa de Alencar, 4311, centro, bem próximo da sede da Secretaria Municipal de Saúde – realizou 13.744 atendimentos de mulheres e crianças entre janeiro e o último dia 25 de agosto.

Outro número que impressiona é o de medicamentos dispensados.

“Embora tenhamos algumas reclamações de pacientes que não encontram remédios, mesmo porque muitos procuram medicamentos fora da lista definida pelo Sistema Único de Saúde (SUS), a grande maioria foi bem atendida. Nos 8 meses do ano foram dispensadas mais de 5 milhões de unidades (doses) dos mais variados medicamentos”, relatou a secretária Cecília Cividini.

Relatório da Farmácia Central, emitido pelo chefe da Divisão Farmacêutica da secretaria, Jader Caldas Ferraz, no primeiro quadrimestre foram dispensados 2 milhões 741 mil 735 unidades e nos quatro meses seguintes, mais 2 milhões 617 mil 320 medicamentos.

“Lembramos que nesta gestão quase todas as UBS ganharam farmacêuticos para distribuir e administrar medicamentos, em períodos específicos do dia ou tempo integral, em alguns casos”, comentou Jader Ferrez.

Além de todos esses números, a Prefeitura de Umuarama ainda realizou 826 viagens transportando 5.100 pessoas (pacientes e acompanhantes) para atendimento em outros centros, como Cascavel, Maringá e Curitiba, em áreas da medicina ainda não disponíveis na Capital da Amizade.

“Aumentamos os atendimentos na cidade, com apoio dos hospitais e em parceria com os médicos. Também garantimos atenção aos pacientes que precisam de especialidades ainda indisponíveis por aqui, com o transporte para fora do domicílio (TFD). Isso mostra o quanto priorizamos a área de saúde. Essa atenção vai continuar e espero em breve anunciar novidades para melhorar ainda mais o atendimento neste setor, porque ouvimos a população e buscamos atender as suas necessidades na medida do possível. Com planejamento vamos evoluindo dia a dia nesse e em outros setores”, completou o prefeito Celso Pozzobom.

Anúncio - Dra Marlene
Anúncio - Dr Antonio