Segunda-feira, 18 de novembro de 2019

(44) 2031-0399

(44) 9 9907-2342

Anúncio - Fabio de Carvalho
Anúncio - Dr Ronaldo
Anúncio - Gisele
Anúncio - Movimento Saúde

Desenvolvida pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em parceria com o Ministério da Saúde.

Foto: Divulgação

Saúde Mental do Homem é tema de novo curso da UFSC

Publicado em 23/05/2019 às 14:37 por Rosi Rodrigues

Profissionais de saúde interessados em aprofundar os conhecimentos referentes à saúde mental, já podem se inscrever no mais novo curso Atenção à Saúde Mental do Homem. Com carga horária de 30h, o curso é livre, totalmente gratuito e tem início imediato. As matrículas podem ser realizadas até 31 de dezembro de 2019, pelo link.

Desenvolvida pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em parceria com o Ministério da Saúde, por meio da Coordenação Nacional de Saúde do Homem (CNSH/DAPES/SAS/MS), a capacitação tem como objetivo ampliar os conhecimentos dos profissionais de saúde para que se sintam aptos para identificar os principais agravos de saúde mental que acometem os homens e desenvolver as possíveis estratégias de prevenção e cuidado.

Segundo a coordenadora do curso, Sheila Rubia Lindner, aspectos concernentes às masculinidades são construídos social e culturalmente e contribuem para que os homens expressem virilidade, força e poder, características aparentemente inatas do sexo masculino. “Diante disto, os homens têm uma maneira singular de demonstrar suas emoções e, face ao sofrimento psíquico, apresentam particularidades no que diz respeito à procura pelos serviços de saúde. Este curso propõe a desconstrução desse tabu, apresentando estratégias de atendimento para essa população, diante de tal problemática”, explica.

Dividido em três unidades, a oferta destaca a relevância dos aspectos sociais e culturais na saúde mental da população masculina e as masculinidades como fatores condicionantes dos sofrimentos psíquicos, bem como as transformações das masculinidades no mundo contemporâneo e os aspectos relacionados à cultura e sofrimento psíquico e o uso de álcool e outras drogas como expressão de masculinidades. Por fim, traça estratégias de prevenção voltadas para a saúde mental da população masculina no âmbito da Rede de Atenção Psicossocial (RAPS).

“É um curso que busca a conscientização e a importância do atendimento humanizado e qualificado aos homens, apontando estratégias para identificação, prevenção e cuidado em saúde mental da população masculina na Atenção Básica e na Rede de Atenção Psicossocial (RAPS)”, finaliza Lindner.

Para saber mais sobre esse e outros cursos UNA-SUS, acesse www.unasus.gov.br/cursos.

Fonte: SE/UNA-SUS

Anúncio - Dra Marlene
Anúncio - Dr Antonio