Quarta-feira, 21 de agosto de 2019

(44) 2031-0399

(44) 9 9907-2342

Anúncio - Dr Ronaldo
Anúncio - Gisele

O tema é delicado e preocupa profissionais de saúde e pacientes por causa das inúmeras formas de reação do organismo ao problema.

Foto: Divulgação

Saiba como prevenir as alergias

Publicado em 15/05/2019 às 15:48

Com a proximidade do inverno, as pessoas com alergias respiratórias entram em pânico, não é mesmo? Não é à toa que no dia 07 de maio, é comemorado o Dia Nacional de Prevenção à Alergia. O tema é delicado e preocupa profissionais de saúde e pacientes por causa das inúmeras formas de reação do organismo ao problema.

As chuvas e o tempo úmido, são climas propícios para o aumento de ácaros e fungos, deixando as pessoas mais expostas a doenças respiratórias alérgicas. O médico do Complexo Hospitalar Universitário Professor Edgard Santos, filial da Rede Ebserh, destaca que, nesta época do ano, pessoas com histórico de crises alérgicas costumam sofrer mais, principalmente em lugares fechados. “É exatamente nesses locais onde existe a maior aporte desses agentes alergênicos. Por exemplo, você imaginar que no quarto dos indivíduos ele dorme 6 horas de um dia de 24 horas. Então, pelo menos 25% do dia a pessoa está exposta a esses agentes”, explicou.

As alergias são impactadas por baixas temperaturas, especialmente à noite; predisposição familiar ou até mesmo por causas externas, como substâncias químicas (perfumes, tintas, produtos de limpeza, inseticidas). Esses fatores podem irritar as vias aéreas agravando a inflamação. Mas os sintomas podem melhorar quando se leva a sério o tratamento.

“A rinite, por exemplo, é persistente, é diária e alguns sintomas vão desaparecer durante o dia quando esquenta mais um pouquinho. Mas há uma inflamação das vias aéreas, ou seja, uma predisposição maior à infecção viral. Por isso, é importante o tratamento para diminuir o processo inflamatório alérgico”, explicou Regis.

Segundo a Organização Mundial da Saúde, centenas de milhões de pessoas de todas as idades sofrem dessas alergias respiratórias em todos os países do mundo. A rinite alérgica pode ser considerada a doença de maior prevalência entre as doenças respiratórias crônicas e problema global de saúde pública, acometendo cerca de 20 a 25% da população em geral.

Prevenção

A melhor forma de prevenir as crises é evitar o contato com a causa do problema. Se a alergia envolve ácaros, deve-se ter um controle mais rigoroso do ambiente do alérgico. Medidas simples, como manter sempre o ambiente limpo, evitar acúmulo de poeira, não fumar, beber bastante água e se alimentar de forma saudável são fundamentais para viver bem.

Outras dicas importantes são tomar sol, pois a vitamina D está relacionada ao cuidado de uma série de doenças do aparelho imunológico. Estar sempre bem agasalhado durante o frio e evitar cheiros fortes também ajudam a prevenir crises alérgicas. 

Fonte: Blog da Saúde 

Anúncio - Dra Marlene
Anúncio - Dr Antonio