Terça-feira, 13 de novembro de 2018

(44) 2031-0399

(44) 9 9907-2342

Anúncio - Fabio de Carvalho
Anúncio - Dr Ronaldo
Anúncio - Renilde

Os Doutores Palhaços levam alegria e espantam o mau humor e a tristeza por onde passam

Foto: Arquivo Projeto Vida

Doutores Palhaços levam alegria e esperança para pacientes internados em hospitais

Publicado em 08/05/2018 às 11:41 por Rosi Rodrigues

Os Doutores Palhaços do Projeto V.I.D.A. (Viver, Inspirar, Doar e Amar) levam risos, música e promovem momentos de inspiração e fé para pacientes internados em hospitais de Umuarama e região. O grupo, que está prestes a completar um ano, reúne-se a cada 15 dias para curar todo mundo que encontra pelo caminho do mau humor e da tristeza.

A iniciativa é realizada por profissionais de diferentes áreas, unidos pela fé de que podem fazer a diferença na vida das pessoas através da alegria.

Os voluntários ajudam transformar ambientes que costumam ser de dor e sofrimento em um lugar de fé, esperança e alegria por alguns momentos. Também fazem graça e levam descontração à dura rotina de médicos, enfermeiros e funcionários dos hospitais que visitam.

Os Doutores Palhaços arrancam sorrisos por onde passam. Especialistas afirmam que, terapeuticamente, o riso e a descontração só fazem bem e colaboram na melhora do quadro geral dos pacientes hospitalizados.

Com alguns instrumentos musicais e um repertório que inclui paródias de músicas conhecidas, hinos gospel e canções que promovem tranquilidade e inspiração, os doutores Palhaços cantam e dançam pelos corredores.

Para quem ajuda, o trabalho voluntário também só faz bem. A ideia começou quando o auxiliar administrativo Jefferson do Carmo Ribeiro (Dr. Pitico), recebeu o convite de uma amiga que trabalha no Hospital Cemil / Associação Beneficente São Francisco de Assis.

“Quando surgiu o convite foi para apenas uma apresentação. Foi a realização de um antigo sonho. Após a primeira visita, tive a certeza de que era uma coisa que eu não tinha como não fazer, não como obrigação, mas por amor. O hospital é por si próprio um lugar cinza, onde as pessoas não queriam estar. É para colorir um pouco esse lugar que nós vamos uma vez a cada quinze dias para conversar, visitar, cantar, brincar e distrair”, diz Jefferson.

O engenheiro civil Paulo Henrique Barbanti (Dr. Fiapo), encarou o desafio junto com o amigo. “Para nós isso aqui é uma terapia. Só nos faz bem. É gratificante ver um sorriso de alegria no lugar de onde havia uma expressão de sofrimento e dor. Eu faço todo o possível e participo todas as vezes que posso”, destaca.

O projeto cresceu e foi batizado de V.I.D.A. (Viver, Inspirar, Doar e Amar). Três novas voluntárias se juntaram a dupla Dr. Pitico e Dr. Fiapo: Amanda Formigoni - Estudante de Veterinária (Dra. Kika) e Lúcia Gomes - Auxiliar Administrativa (Dra. Mel) e Regiane Yurie Kimura - Auxiliar Administrativa que atua como fotógrafa, acompanhando e registrando as aventuras dos amigos.

Juntos eles acabam de participar do treinamento de voluntários do Hospital Uopeccan e em breve farão visitas também aos pacientes internados naquela unidade hospitalar.

“Visitamos as enfermarias, refeitórios, quartos, UTI, UTI Neo Natal e demais áreas, sempre respeitando as normas de higiene e segurança dos hospitais. Nosso projeto está no começo ainda, somos um bebê aprendendo a engatinhar, mas com a graça de Deus estamos tendo uma resposta muito positiva do trabalho. Muitas vezes pensamos que estamos fazendo algo por eles, quando na verdade eles que fazem por nós”, destacou Dr. Pitico.  

 

Reportagem Especial produzida para o site OBemdito

Rosi Rodrigues - Jornalista - MTE: 10036-PR

Anúncio - Dra Marlene
Anúncio - Dr Antonio