Quarta-feira, 21 de fevereiro de 2024

(44) 2031-0399

(44) 9 9907-2342

Anúncio - Dr Ronaldo
Anúncio - André
Anúncio - INSTITUCIONAL

Umuarama enfrenta a tuberculose com ações e informações voltadas à população

Publicado em 03/04/2023 às 15:04 por Editoria Movimento Saúde

Uma das formas mais eficientes e inteligentes de se combater doenças que podem ser prevenidas é com a informação. Esta foi a estratégia utilizada pela Secretaria de Saúde de Umuarama, através do Ambulatório de Infectologia, que realizou no mês de março uma intensa campanha para a conscientização sobre a tuberculose. 

Com o tema ‘Sim! Podemos acabar com a tuberculose’, profissionais de saúde do Ambulatório de Infectologia de Umuarama realizaram, durante todo o mês de março, diversos encontros para falar sobre uma doença infecciosa que só nos três primeiros meses de 2023 já fez seis vítimas na cidade. Mais de 200 pessoas participaram dos encontros. O objetivo do Ministério da Saúde – assim como da Organização Mundial de Saúde – é erradicar a doença até o ano de 2030.

O clínico geral Celso Gomes, a psicóloga Lucineia Ceolin e a estagiária de psicologia Lorena Ruiz apresentaram palestras e promoveram debates, grupos de discussões e bate-papos com jovens, adultos, idosos, pessoas em situação de rua, dependentes de substâncias psicoativas, estudantes de enfermagem e profissionais de saúde e usuários do SUS. “Em 2022 foram registrados 30 casos de tuberculose (TB) em Umuarama, uma média de 2,5 casos por mês. No primeiro trimestre já temos essa média de dois casos/mês. É um número que queremos zerar por meio principalmente da conscientização da população”, observa Dr. Celso Gomes.

Descoberta em 1882 e causada pelo bacilo de Koch (Mycobacterium tuberculosis), que afeta principalmente os pulmões, a TB tem cura. “A falta de diagnóstico precoce, a descontinuidade ou interrupção do tratamento e as falhas terapêuticas, por outro lado, são fatos preocupantes e agravam a doença, podendo seguramente levar ao óbito. Por isso é fundamental que o paciente seja encaminhado para cá para que possa ser tratado”, comenta Maria de Lourdes Gianini, coordenadora do Ambulatório de Infectologia.

Anúncio - Dra Marlene
Anúncio - Dr Antonio