Terça-feira, 5 de julho de 2022

(44) 2031-0399

(44) 9 9907-2342

Anúncio - Dr Ronaldo
Anúncio - André
Anúncio - INSTITUCIONAL

Obesidade e refluxo pioram quadros de asma

Publicado em 21/06/2022 às 16:23 por Editoria Movimento Saúde

A asma é uma doença crônica que atinge aproximadamente 10% da população brasileira. Não tem cura, mas tem controle, com tratamentos e cuidados adequados. Além dos fatores genéticos e ambientais, infecções respiratórias, refluxo gastroesofágico e obesidade são condições que dificultam o controle da asma.

“Refluxo gastroesofágico e obesidade são agentes que a maioria das pessoas não associam à asma, mas fica aqui o alerta a todos”, orienta a médica pneumologista Dra. Alana Anne Kaneda Garcia (CRM: 33746), que atende no Instituto de Pneumologia e Geriatria (IPG) e no Hospital Cemil em Umuarama. A asma é responsável pela 4ª causa de internação no Brasil e pela morte de cerca de 2 mil pessoas por ano.

De acordo com a Dra. Alana, a asma se apresenta de diferentes formas: podendo ser alérgica, com início no começo da infância e geralmente acompanhada com quadros de rinite ou dermatite e asma com início tardio, geralmente visto em mulheres a partir dos 30 anos de idade. Entre esses casos, obesidade, infecções respiratórias e refluxo gastroesofágico são fatores que podem agravar o quadro, já que são condições que influenciam no controle da asma. 

A médica chama atenção para a obesidade. “A obesidade é um fator de piora do controle dos sintomas respiratórios. Na maior parte dos casos entramos com inalações medicatórias, atividades físicas e perda de peso. Só há uma boa melhora quando tratamos a condição de estar acima do peso”. 

Nesta terça-feira, 21 de junho, inicia-se o Inverno e com ele é celebrado o Dia Nacional de Controle da Asma, data definida pelo Ministério da Saúde para reforçar a importância dos cuidados com a doença, já que as temperaturas caem e os casos aumentam. 

Uso correto do espaçador
 
No tratamento e controle da asma estão inclusos vários métodos, entre eles, a utilização do espaçador para medicamento. O uso correto do equipamento faz toda a diferença na saúde do paciente. Por isso, a Dra. Alana preparou um breve tutorial explicando passo a passo do processo. Assista clicando aqui.

Anúncio - Dra Marlene
Anúncio - Dr Antonio