Terça-feira, 28 de junho de 2022

(44) 2031-0399

(44) 9 9907-2342

Anúncio - Dr Ronaldo
Anúncio - André
Anúncio - INSTITUCIONAL

Epidemia de gripe no Rio preocupa autoridades em saúde 

Publicado em 09/12/2021 às 18:41 por Editoria Movimento Saúde

O grande aumento de casos de gripe no Rio de Janeiro preocupa as autoridades de saúde do Estado e também de todo o Brasil. Com mais de 21 mil casos já confirmados pela Secretaria de Saúde local, o que começou como um surto está se transformando em uma epidemia.

Os atendimentos por síndrome gripal nas unidades de pronto-atendimento (UPAS) do Rio aumentou 429%. A justificativa dos especialistas é o baixo índice de vacinação contra a Influenza, aliado ao relaxamento nos protocolos de segurança da Covid-19.

Situação de alerta

O Boletim Fiocruz (InfoGripe), divulgado nesta quinta-feira (9) destaca a presença do vírus influenza A, tanto em crianças quanto na população adulta, entre os casos de Síndrome Respiratório Aguda Grave (SRAG).

A situação é de alerta para os demais grandes centros urbanos e turísticos para o risco de importação de casos de influenza – especialmente em locais com baixa adesão da vacina contra a Covid-19. O aumento da procura pela vacina contra a gripe nos postos de saúde da capital fluminense levou à suspensão da imunização por falta de doses. O atendimento deve ser retomado nesta sexta-feira (10).

Frente à gravidade da situação, a Secretaria de Saúde abriu, na última quarta-feira (8), um Polo de Atendimento e Testagem da Gripe, na Vila Olímpica do Complexo do Alemão. Na primeira hora de funcionamento a unidade recebeu 130 pacientes. A estimativa é de que atenda até 500 pacientes por dia, dando suporte às unidades de saúde.

Panorama nos estados

O InfoGripe informou que 12 das 27 unidades federativas apresentam sinal de crescimento no número de casos de gripe, na tendência de longo prazo (últimas seis semanas): Acre, Amazonas, Amapá, Bahia, Espírito Santo, Maranhão, Mato Grosso do Sul, Pará, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rondônia e São Paulo.

Em relação aos demais estados, o Paraná e outros nove estados apresentam sinal de queda na tendência de longo prazo: Alagoas, Ceará, Mato Grosso, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Sergipe e Tocantins.

No período de 28 de novembro a 4 de dezembro, o quadro nacional apresenta crescimento de casos de SRAG em todas as faixas etárias abaixo de 60 anos, principalmente entre crianças jovens adultos (0-9, 10-19 e 20-29 anos). “Nas faixas etárias entre 30 e 59 anos o crescimento é relativamente leve, porém consistente, reforçando a necessidade de cuidados”, destaca o pesquisador Marcelo Gomes, coordenador do InfoGripe.

Outro fato preocupante é o predomínio praticamente absoluto de diagnósticos positivo para Covid-19 entre os casos de SRAG com resultado laboratorial no país.

Vacinação é importante

O coordenador do Infogripe reforça a importância das ações locais de prevenção, retardando o impacto da chegada do vírus. Para isso, a cobertura vacinal de gripe tem papel importante e teve baixa adesão em todo o país. “É fundamental que os demais locais reforcem a campanha de vacinação contra a gripe antes de começar a sofrer os respingos a partir do Rio. Para que a população já esteja imunizada quando começar a circular no seu território”, alertou.

Principais sintomas da gripe - Influenza A

•             febre

•             calafrio

•             tosse

•             coriza

•             dor de garganta

•             dor de cabeça

•             alteração no olfato e/ou paladar

A orientação é que pacientes com esses sintomas realizem também o teste para Covid-19.

Anúncio - Dra Marlene
Anúncio - Dr Antonio