Segunda-feira, 6 de dezembro de 2021

(44) 2031-0399

(44) 9 9907-2342

Anúncio - Dr Ronaldo
Anúncio - André

​​​​​​​Campanha "Proteção pela metade não é proteção" visa atrair quem não completou ciclo vacinal

Publicado em 18/11/2021 às 18:35 por Editoria Movimento Saúde

Campanha "Proteção pela metade não é proteção" visa atrair quem não tomou a segunda dose da vacina contra covid

Estados e municípios brasileiros vivem uma situação geral de não comparecimento da população às unidades de saúde para receber a segunda dose da vacina. Isso torna o reflexo no Brasil bastante considerável. Cerca de 21 milhões de brasileiros compõem essa estatística.

Eventos simultâneos

Buscar esse contingente da população é um trabalho que exige muita dedicação dos profissionais de saúde. Nesse sentido, o Ministério da Saúde vai promover até o próximo sábado (26) eventos simultâneos em algumas capitais, entre elas Curitiba, para incentivar a população a voltar aos postos de vacinação para tomar a segunda dose. Neste período, os postos de vacinação em todo país estarão preparados para intensificar a imunização da população.

“Nós queremos convidar a todos os brasileiros que não foram tomar a segunda dose, assim como a dose de reforço, a procurar as Unidades Básicas de Saúde, salas de vacinação e as estratégias usadas em cada município. Essas doses estão disponíveis para a população, que ficará mais protegida e ajudará o Brasil a superar a crise sanitária e dar exemplo com uma das campanhas de vacinação mais bem-sucedidas do mundo, promovida integralmente pelo Sistema Único de Saúde”, disse o ministro da Saúde, Paulo Queiroga.

Busca ativa

Por aqui, em Umuarama, a busca ativa por quem não tomou a segunda dose da vacina contra o coronavírus é realizada em várias unidades básicas de saúde. Nesta quarta-feira (17) foi a vez da UBS 26 de Junho dedicar-se ao chamamento de cidadãos em atraso com o processo de vacinação.

A iniciativa também pretende atingir as pessoas que estão aptas a tomar a dose de reforço. Cerca de 9,3 milhões de pessoas podem reforçar a imunidade contra a doença com uma terceira dose.

Em Umuarama, segundo a enfermeira Priscila Louiz, coordenadora da unidade, a Secretaria Municipal de Saúde envia à UBS lista com nomes de pacientes que supostamente não receberam a segunda dose da vacina contra covid-19 dentro do aprazamento. “Após conferir no sistema de controle da vacina, os agentes comunitários de saúde (ACS) da unidade entram em contato por telefone, whats ou pessoalmente, para verificar a situação, saber os motivos do atraso e orientar a população sobre a importância de se vacinar no prazo”, detalha.

Esquecimento é o principal motivo

Priscila relata que nenhuma das pessoas abordadas pela equipe do 26 de Junho está se recusado a ser imunizado. “Todos têm uma ‘justificativa’ e a maioria diz simplesmente que esqueceu. Outras dizem que tinham compromisso no mesmo dia, que foram deixando, que não tiveram tempo e até que não havia vacina no dia anotado na carteirinha. Mas enfim, o que importa é que todos tomem a segunda dose, pois só assim vamos vencer essa pandemia”, observou.

Programação especial para vacinação 

Nesta sexta-feira (19), a vacinação terá horário especial. As unidades básicas de saúde Lisboa, Vitória Régia e Guarani/Anchieta vão atender das 7h30 às 11h e das 13h30 às 16h, com o objetivo de dar maior oportunidade a todas as pessoas que ainda não foram imunizadas ou que precisam completar o ciclo vacinal.

A coordenadora de Atenção Primária em Saúde (APS), Simony Rodrigues Bernardelli Rosa, destaca que na UBS Guarani / Anchieta terá vacinas para a primeira dose (D1) e para a dose de reforço (D3), a UBS Vitória Régia vai imunizar o público com a segunda dose (D2) e a UBS Lisboa terá imunização para terceira dose (D3).

De acordo com o cronograma de vacinação de sexta-feira, a Secretaria de Saúde segue com a primeira dose para adolescentes de 12 anos completos e pessoas com idade acima disso, enquanto houver disponibilidade de doses. A segunda dose da vacina será disponibilizada para pessoas que foram vacinadas no dia 25 de setembro ou em datas anteriores. Já a terceira dose (ou dose de reforço) será disponibilizada para pessoas com idade acima de 18 anos, trabalhadores da saúde e imunossuprimidos.

A terceira dose para as pessoas com mais de 18 anos foi liberada no final da tarde desta quinta-feira (18) pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) por meio da 12ª Regional de Saúde. “Vale destacar que a vacina de reforço (D3) será destinada a pessoas que tiverem 18 anos completos (ou idade acima disso) e que tomaram a segunda dose no dia 19 de junho ou antes dessa data”, destaca.

É preciso levar a carteirinha de vacinação e documento com foto para receber as doses 2 e 3. Já para quem for tomar a D1, a sugestão (não obrigação) é que faça o pré-cadastro no site da Prefeitura ou digitando saude.umuarama.pr.gov.br, sem o www, pois irá reduzir o tempo de fila para vacinação.

Com informações e fotos: Agência Brasil e PMU

 

Anúncio - Dra Marlene
Anúncio - Dr Antonio