Sábado, 16 de outubro de 2021

(44) 2031-0399

(44) 9 9907-2342

Anúncio - Dr Ronaldo
Anúncio - André

Essa triste realidade pode se repetir nos próximos dias, diz secretária Municipal de Saúde

Foto: PMU/ Cemil

Umuarama registra morte em decorrência de covid-19 por falta de leito

Publicado em 05/03/2021 às 19:08

Uma profissional de saúde de 60 anos morreu devido a complicações da Covid-19 em Umuarama, nesta sexta-feira, 5. Devido à falta de leitos em ala Covid nos hospitais da macrorregião Noroeste, ela estava sendo tratada por profissionais médicos no ambulatório de síndromes gripais enquanto aguardava a liberação de uma vaga pela central de regulação. Em poucos dias, todos os leitos de UTI ampliados na cidade já foram ocupados.

“Ela era uma técnica em enfermagem, profissional de saúde com muitos anos de trabalho na rede hospitalar. Essa triste realidade pode se repetir nos próximos dias, devido ao grande número de pacientes com quadro agravado que diariamente chegam aos hospitais. Mais do que nunca, precisamos nos prevenir e evitar a transmissão do vírus”, alertou a secretária da Saúde, Cecília Cividini, ao lamentar a 95ª morte causada pela doença em Umuarama.

A secretária Cecília, gestores e médicos dos hospitais com ala Covid em Umuarama, da 12ª Regional de Saúde, do Pronto Atendimento 24h e do Samu Noroeste participaram de uma coletiva online com a imprensa local, na manhã desta sexta-feira. Todos relataram preocupação com a situação crítica do sistema de saúde pública, a falta de leitos, equipamentos e profissionais, o esgotamento físico e mental dos médicos, enfermeiros e trabalhadores e a falta de compromisso da população com as medidas preventivas.

A previsão é de dias difíceis nas próximas semanas, com mais mortes e pessoas com quadro grave da doença. “A única forma de sair dessa situação é com o respeito às medidas de isolamento social, distanciamento em filas, uso de máscara, higienização constante das mãos. Precisamos evitar as festas, aglomeração e o contato próximo com as pessoas. Só assim vamos frear a transmissão do vírus, garantir a nossa saúde e aliviar a pressão sobre os hospitais”, apontou a secretária da Saúde.

CASOS

Nesta sexta, foram confirmados mais 60 novos casos de Covid (29 mulheres, 30 homens e uma criança); 2.855 umuaramenses estão em isolamento domiciliar com diagnóstico positivo e 43 estão hospitalizados, 17 em unidades de terapia intensiva e 26 em enfermarias. Das 27 vagas de UTI ofertadas nos hospitais da cidade, 16 estavam ocupadas neste dia e nas enfermarias, pacientes ocupavam 54 dos 60 leitos Covid autorizados pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

As notificações de síndromes gripais registradas desde março de 2020 somam 20.713 (quase 1/5 da população de Umuarama), das quais 10.157 foram descartadas para coronavírus e 2.701 suspeitas seguem em investigação. A cidade acumula 7.855 casos positivos durante a pandemia, entre os quais 4.882 pessoas se recuperaram da doença e 95 morreram.

Anúncio - Dra Marlene
Anúncio - Dr Antonio