Quarta-feira, 3 de junho de 2020

(44) 2031-0399

(44) 9 9907-2342

Anúncio - Fabio de Carvalho
Anúncio - Dr Ronaldo
Anúncio - Gisele
Anúncio - Movimento Saúde

Enquanto a nova estrutura é construída, o prédio que já existe passa por uma ampla reforma

Convênio de mais de R$ 530 mil garante equipamentos para nova estrutura do Cisa-Amerios

Publicado em 19/12/2019 às 17:19 por Rosi Rodrigues

Um convênio firmado entre o Consórcio Intermunicipal de Saúde – Cisa-Amerios e a Secretaria de Estado da Saúde – SESA, através do Fundo Estadual de Saúde – FUNSAUDE, vai destinar R$ 530.043,03, para aquisição de equipamentos e materiais permanentes para compor a nova estrutura do Consórcio, que atende pacientes de 19 municípios da Região Noroeste.

O secretário da Saúde do Paraná, Beto Preto e o presidente da Acispar e do Cisa Amerios, Luis Carlos Borges CardosoDe acordo com o secretário de Estado da Saúde Beto Preto, os recursos fazem parte de investimentos pontuais na reestruturação dos Consórcios de Saúde do Paraná, “que têm realizado um trabalho efetivo e imprescindível à saúde dos paranaenses”.

A ACISPAR – Associação dos Consórcios Intermunicipais de Saúde do Paraná, presidida pelo prefeito de Alto Piquiri e presidente do Cisa-Amerios, Luis Carlos Borges Cardoso uniu os consórcios do Paraná, dando visibilidade e chamando a atenção do Governo Estadual e Federal para importância do atendimento especializado em saúde realizado nos Cisas.

“A maioria da população vive nas pequenas cidades, cujas prefeituras sozinhas não têm recursos de arcar com os custos de uma grande quantidade de médicos especialistas. Nos consórcios, os municípios unem forças e conseguem oferecer aos seus habitantes consultas, exames e procedimentos nas mais variadas áreas da saúde”, explica Cardoso. O Cisa-Amerios, por exemplo, tem mais de 160 profissionais médicos credenciados, cobrindo praticamente todas as especialidades da saúde.

Segundo Cardoso, atualmente, os municípios são responsáveis por quase 80% dos custos com os serviços prestados à população nos Cisas. “Estamos buscando o reconhecimento dos governos para esses investimentos em saúde e chamando a atenção dos nossos representantes para a necessidade de ampliar e melhorar ainda mais esse atendimento, tão imprescindível quanto a atenção primária”, destacou o presidente.

CASA NOVA, TUDO NOVO

O Cisa-Amerios logo estará com a casa renovada. O Consórcio passa por uma grande reestruturação física e a atual sede própria, que tem pouco mais de 1.700 m2, está sendo reformada e ampliada. A projeção é que, quando a obra estiver completa, tenha 5.454,75 m2 e abrigue todos os serviços do Cisa-Amerios num só lugar.

O recurso recém garantido pela FUNSAUDE será liberado logo no início de 2020. Serão destinados R$ 530.043,03 para compra de equipamentos e materiais permanentes para compor a nova estrutura do Consórcio. Todas as compras serão realizadas através de licitação.

Serão adquiridos equipamentos médico-hospitalares, como um novo sistema de digitalização de imagens radiográficas – CR Digital, desfibrilador, laser terapêutico de baixa frequência, seladora hospitalar para grau cirúrgico, um equipamento de Potencial Evocado Auditivo – BERA, além de computadores, impressoras, mesas e cadeiras para o atendimento.A atual sede administrativa está passando por uma ampla reforma e reestruturação

“São equipamentos que irão ajudar muito no atendimento ao paciente. Este empenho já está liberado e temos outros pedidos em análise, que devem ser anunciados em breve. Esta foi uma pauta que fizemos junto ao secretário Beto Preto e mostra que o Governo do Paraná tem reconhecido os consórcios”, salientou Cardoso.

A obra de ampliação do Cisa-Amerios está sendo construída com recursos do Governo Federal, através do Ministério da Saúde e emendas parlamentares. A estimativa é que sejam investidos torno de R$ 7 milhões só na construção. Todo o trabalho é supervisionado por uma rigorosa auditoria da Caixa Econômica Federal, que libera os recursos conforme são cumpridas as etapas da obra.

A nova estrutura está em fase adiantada de construção. Serão 28 novos consultórios médicos e salas que abrigarão estruturas como: ambulatório de feridas, salas de pequenas cirurgias, ambulatório de ortopedia, ambulatório de doenças crônicas (hipertensão e diabetes), ambulatório do idoso frágil, entre outras. O projeto também contempla auditório, salas de aula e treinamento, refeitório, salas de espera, setor administrativo.

Toda a estrutura está sendo renovada. O antigo prédio também passa por reformas e melhorias. Além do Centro de Especialidades Odontológicas e ambulatórios que hoje já funcionam na sede própria, o novo prédio vai receber os atendimentos do CAPS-AD e do Ambulatório de Especialidades, que hoje são realizados em prédios alugados.

“Além da construção, temos que pensar nos equipamentos, nos profissionais e tudo mais que será necessário. Estamos trabalhando neste sentido, para deixar a casa arrumada”, concluiu Cardoso.

Anúncio - Dra Marlene
Anúncio - Dr Antonio