Quarta-feira, 24 de abril de 2019

(44) 2031-0399

(44) 9 9907-2342

Anúncio - Dr Ronaldo
Anúncio - Gisele

Dicas que podem ajudar na prevenção ou no controle da osteoporose

Foto: Divulgação

Saiba mais sobre a osteoporose e o que fazer para prevenir esta doença perigosa

Publicado em 29/10/2018 às 18:29 por Rosi Rodrigues

Saiba mais sobre a osteoporose e o que fazer para prevenir esta doença perigosa

Viver com medo de cair e quebrar um osso a qualquer momento é parte da realidade das pessoas que vivem com a osteoporose. A doença, caracterizada pela diminuição da massa óssea, faz com que os ossos fiquem mais frágeis, aumentando a possibilidade de fraturas.

A osteoporose é a principal causa de fraturas na população acima de 50 anos e afeta especialmente as mulheres na pós-menopausa e idosos. Apesar de ser uma doença muito associada ao envelhecimento, alguns hábitos de vida também podem influenciar na ocorrência da osteoporose, como o sedentarismo, má-alimentação e o consumo de bebidas alcoólicas.

Vivendo na pele

Conhecida como uma doença silenciosa onde normalmente não são notados sintomas, o diagnóstico costuma ser feito somente após a ocorrência de uma fratura. Juraldino Ferreira Vaz, 63 anos, conta que foi exatamente assim que descobriu que tinha a doença. “Descobri a doença em 2013, depois de uma queda onde quebrei o tornozelo. Naquele momento, nos exames, fiquei sabendo que tinha osteoporose”, conta.

Sendo uma doença que não ter cura, o tratamento é estabelecido com o objetivo de melhorar a qualidade de vida da pessoa, também diminuindo o risco de fraturas e de doenças associadas. “Não faço nenhum tratamento especifico mas tomo bastante cuidado diariamente, tenho muito medo de cair e quebrar um osso. Pela experiência que eu tive com a fratura no tornozelo sei que o tratamento é demorado e muito doloroso, não quero passar por isso de novo”, lembra.

Se movimentar é essencial

Um dos pontos mais importantes no controle da doença é que a pessoa tenha um estilo de vida saudável, inclusive com a prática de exercícios físicos regular. Carla Oliva, 41 anos, é educadora física e criadora de um grupo de apoio para pessoas que vivem com osteoporose. Ela explica que criou o grupo depois de identificar que muitas pessoas que conviviam com a doença tinham muitas dúvidas sobre atividades físicas e outros assuntos relacionados. “As atividades físicas são essenciais no processo de fortalecimento dos músculos e dos ossos. As pessoas normalmente acham que o osso não é ativo, mas na verdade nossos ossos estão em constante trabalho e os exercícios localizados podem auxiliar bastante nisso”, explica.

Além disso, Carla conta que acompanhar de perto pessoas que convivem com a doença fez com que ela tivesse uma nossa visão sobre a osteoporose. “Convivendo com essas pessoas percebi que muitas delas quando são diagnosticadas têm aquela sensação de que mundo caiu. Eu tento explicar que é possível viver sem medo quando sabemos aquilo que estamos fazendo. É possível manter uma vida e ativa mesmo com a doença”, explica.

Algumas dicas podem ajudar na prevenção ou no controle da osteoporose:

- a ingestão de cálcio é fundamental para o fortalecimento dos ossos. Adote uma dieta rica em alimentos com cálcio (leite e derivados, como iogurtes e queijos). Os médicos indicam dois copos de leite desnatado e uma fatia de queijo branco por dia;
- consuma verduras de folhas escuras, como brócolis, espinafre e couve;
- evite carne vermelha, refrigerante, café e sal;
- exponha-se ao sol de forma moderada. Os raios ultravioletas sobre a pele estimulam a produção de vitamina D, fundamental para a absorção do cálcio pelo organismo. Basta de 20 a 30 minutos de sol por dia, entre 6h e 11h;
- não fume e evite o consumo excessivo de álcool;
- independente da idade inicie um programa de exercícios (pode ser caminhada ou musculação, por exemplo). Entre outras vantagens, ajuda a fortalecer os músculos, melhorar o equilíbrio e os reflexos, evitando as quedas;
- mulheres que entraram na menopausa devem consultar um médico para começar um tratamento especial. A partir de 45 anos, devem ser submetidas a um teste de densitometria óssea;
- obstáculos como móveis, tapetes soltos e pouca iluminação, podem facilitar quedas e, conseqüentemente, provocar fraturas em pessoas com osteoporose.

Saiba como deixar a casa mais segura para evitar quedas:

- na cama, é importante que a pessoa sentada consiga apoiar os pés no chão, evitando assim, a hipotensão postural (tonturas);
- a mesa de cabeceira deve ser 10 cm mais alta do que a cama e com bordas arredondadas. Se possível, fixe-a no chão ou na parede, evitando que se desloque caso a pessoa precise apoiar-se nela;
- sempre que possível, instale os interruptores de luz próximos à cama, ou adote um abajur;
- prefira pisos antiderrapantes para áreas molhadas (como box e corredores);
- evite tapetes soltos e prefira os de borracha e antiderrapantes;
- o corrimão das escadas deve ter altura média de 80 cm e os degraus das escadas devem ser marcados com fitas antiderrapantes.

 

IMPORTANTE: Somente médicos e cirurgiões-dentistas devidamente habilitados podem diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. As informações disponíveis em Dicas em Saúde possuem apenas caráter educativo.

 

FONTE - Blog da Saúde

Anúncio - Dra Marlene
Anúncio - Dr Antonio