Quinta-feira, 21 de março de 2019

(44) 2031-0399

(44) 9 9907-2342

Anúncio - Fabio de Carvalho
Anúncio - Dr Ronaldo
Anúncio - Renilde

Risco de doenças respiratórias e cardíacas entre os idosos aumenta no frio

Publicado em 16/04/2018 às 14:44 por Rosi Rodrigues

A transição das estações deixa o clima mais ameno na região de Umuarama. Com a queda nas temperaturas aumenta a preocupação quanto ao risco de doenças respiratórias e cardíacas, especialmente entre os idosos. No inverno cresce consideravelmente o número de atendimentos e internamentos de pessoas idosas nos serviços de saúde. Além dos problemas respiratórios, que são os mais comuns, os ataques cardíacos entre os mais velhos aumentam muito e preocupam os especialistas.

rodrigo-zilioto-medico-umuarama-geriatraO organismo das pessoas idosas tem mais dificuldades em regular a temperatura, explica o médico Geriatra e Especialista em envelhecimento, Dr. Rodrigo Jarenko Ziliotto (CRM 19017). O calor e o frio são captados por receptores cutâneos que transmitem os impulsos ao hipotálamo, que atua regularizando a temperatura corporal. "Com o envelhecimento esse sistema tem maiores dificuldades para regular a temperatura corporal, levando o idoso a um maior risco de hipotermia", diz.

Segundo o especialista, o frio provoca o estreitamento dos vasos sanguíneos, chamado de vasoconstrição. Nos mais velhos, esse fenômeno contribui para uma elevação na pressão arterial, que por sua vez aumenta a chance de doenças cardiovasculares, entre elas o infarto do miocárdio.

16-controle-da-pressao-saude-umuarama-movimento

Prevenção

O controle rigoroso da pressão arterial, o controle dos níveis glicêmicos e do peso, combate à dislipidemia e a prática de atividades físicas rotineiramente, estão entre as formas de prevenção mais eficientes.

“O idoso precisa alimentar-se adequadamente, evitar e combater o stress e a depressão,16-alimentacao-idosa-movimento-saude-umuarama e manter-se aquecido nos períodos de temperatura baixa”, diz o médico. 

Hidratação

A água tem várias funções importantes para nosso organismo, como um bom funcionamento renal, a hidratação da pele, na digestão e até para o funcionamento cerebral, entre outras. 16-agua-saude-hidratada-umuarama-saude-movimento

No inverno, segundo o doutor Rodrigo, apesar de transpirarmos menos, gastamos mais energia para manter o corpo aquecido e também perdendo líquido neste processo.

“Devemos continuar consumindo de 1,5 a 2,0 litros de líquido ao dia para não aumentar o risco de desidratação. Devemos consumir água mesmo sem sede, pois principalmente no idoso, ela já pode ser um sinal de desidratação”, recomenda.

Por que ficamos mais gripados no inverno?

“O sistema respiratório é coberto por uma mucosa com cílios, que tem a função de varrer os invasores para fora. O frio paralisa esses pelinhos, facilitando assim a entrada de micro-organismos que podem causar diferentes tipos de infecções, entre elas as gripes e resfriados”, explica o médico Rodrigo Ziliotto.

Ele dá algumas dicas podem ser importantes para ajudar na prevenção de doenças respiratórias no inverno:

• Evite lugares fechados e com aglomeração de pessoas, evitando assim a exposição a vírus e bactérias.

• Mantenha sua casa bem ventilada.

• Não saia com o cabelo molhado do banho, pois isso poderá diminuir a temperatura corporal piorando o bom funcionamento dos cílios.

• Lave o nariz várias vezes ao dia com soro e/ou soluções salinas.

• Lave as mãos com frequência ou use álcool gel.

• Mantenha-se hidratado bebendo muito líquido.

• Vacine-se contra a gripe.

Nada de ficar parado

No inverno as pessoas idosas sentem muita indisposição e querem apenas ficar quietinhas. Fazer exercícios físicos então, nem pensar. Mas, de acordo com o especialista, manter o hábito de fazer atividades físicas nesta época é ainda mais importante. 16-atividade-fisica-idosos-umuarama-saude

“Os benefícios da atividade física no inverno são os mesmos dos períodos mais quentes, porém como a ingestão calórica é maior no frio, a tendência é engordar e consequentemente aumentar a massa de gordura. Assim o mais importante é manter a pratica de exercícios físicos durante o ano todo”, diz.

Segundo o doutor Rodrigo, no inverno o gasto calórico pode aumentar em até 30%, nos exercícios praticados nos dias frios, comparado ao verão.

Se aqueça

16-idosa-inverno-roupa-umuarama-movimento-saudeNos dias frios, o aquecimento dos músculos é fundamental para evitar lesões musculares. “É recomendável um tempo maior de aquecimento e alongamentos antes e depois de qualquer atividade física. Também é importante relembrar a hidratação durante os exercícios, já que neste período o tempo é bastante seco”.

Como alternativa no inverno, são as academias fechadas, que além de terem temperatura adequadas dispõem de profissionais e aparelhagem adequadas. Poderá também utilizar locais protegidos como salão comunitários, ginásios de esportes e quadras cobertas. 

 

Rodrigo Jarenko Ziliotto

Geriatria e Envelhecimento

CRM 19017

Telefone - (44) 3622-4479

Anúncio - Dra Marlene
Anúncio - Dr Antonio