Quinta-feira, 23 de setembro de 2021

(44) 2031-0399

(44) 9 9907-2342

Anúncio - Dr Ronaldo
Anúncio - André

Pneumologista aponta causas que desencadeiam a tosse crônica

Publicado em 06/08/2021 às 17:42 por Editoria Movimento Saúde

A tosse ocasional é um recurso normal de defesa do pulmão, que permite a expulsão de substâncias no órgão e ajuda a eliminar secreção. Quando frequente, traz muito impacto para a vida do paciente, porque realmente incomoda tanto quem tosse quanto às pessoas que estão a sua volta.

Mas, de acordo com a pneumologista, Dra. Alana Anne Kaneda Garcia (CRM 33746) é preciso ficar atento à persistência e à evolução da tosse. “Quando apresenta mais de três semanas de evolução, já é considerada tosse crônica”, aponta a médica.

Para evitar a tosse, é importante manter hidratadas as vias aéreas, tomando bastante água. Quando a pessoa já está com tosse, às vezes fazer uma lavagem nasal ajuda no quadro, mas só o pneumologista pode direcionar o tratamento de acordo com a causa da tosse.

Causas da tosse crônica

São várias as causas de tosses que evoluem para a forma crônica, conforme explica a médica. “Pacientes com comorbidades como a bronquite, asma, ou infecções pulmonares mais prolongadas podem levar ao quadro de tosse por mais de três semanas”, exemplifica.

Se a pessoa teve bronquite na infância, que ficou adormecida, às vezes acaba voltando, e provocando a tosse. Há casos ainda de rinite, com gotejamento posterior que obstrui as vias áreas, e ainda casos de refluxos gastroesofágicos que também podem ter como sintomas a tosse crônica.

Tosse crônica pós covid

A tosse crônica pode estar presente também em pacientes que tiveram covid-19. “O quadro pós covid pode cursar com tosse, seja porque o paciente teve alterações pulmonares, que está em resolução, mas tem uma tosse residual. E pode ocorrer de o paciente ter outro acometimento, que deixou sequelas, e pode ser permanente. Ou outra alteração que venha junto com o quadro pós covid, fazendo persistir a tosse”, analisa Dra. Alana.

Tudo precisa se considerado

Além de causas extrapulmonares, a médica alerta que alguns medicamentos podem desencadear a tosse persistente. “Tudo precisa ser considerado, por isso é importante que o paciente seja avaliado por um médico, para investigar todas as possíveis causas, solicitar exames, avaliar sintomas que se apresentam junto com a tosse, para ser tratada da melhor forma possível, e principalmente que o paciente seja avaliado com um todo”, ressalta.

Dra. Alana Anne Kaneda Garcia - Pneumologista

Foto: Divulgação

 

Anúncio - Dra Marlene
Anúncio - Dr Antonio