Segunda-feira, 2 de agosto de 2021

(44) 2031-0399

(44) 9 9907-2342

Anúncio - Dr Ronaldo
Anúncio - André

Uma doação pode salvar até quatro vidas

Hematologista fala sobre doação de sangue e covid-19

Publicado em 14/06/2021 às 17:00 por Editoria Movimento Saúde

No dia Mundial de Doador de Sangue, a médica hematologista, Dra. Aruana Legnani Mohr, da Associação Médica de Umuarama (AMU), fala da importância da doação de sangue e de como a rotina e os estoques de sangue nos hemonucleos foram afetados após a chegada da covid-19.
Segundo ela, "a covid-19 é um impeditivo temporário para a doação. Se a pessoa foi infectada deve aguardar 30 dias após a melhora total dos sintomas da doença para realizar a doação. Se teve contato com caso suspeito ou confirmado de Covid-19 também deve aguardar o período de 14 dias após o contato”, esclarece.

Com a Pandemia de Covid-19, muitos doadores usuais deixaram de comparecer aos hemonúcleos, o que provocou uma baixa nos estoques de sangue em todo o país. 
"O sangue é insubstituível e fundamental para o tratamento de diversas doenças", diz a médica. Segundo ela, uma única doação de sangue pode salvar até quatro vidas. "Doar sangue não é apenas um ato de solidariedade, é um ato de amor à vida, amor ao próximo, um ato de cidadania. Seja doador", incentiva Dra. Aruana.

O Hemepar orientou todos os Hemonúcleos do Paraná, que segue o trabalho de coleta de sangue, com protocolos rígidos de segurança. Para doar, é necessário agendar. 
Em Umuarama, o agendamento pode ser feito pelos telefones: 44 36218307 -36218313- 3621-8300 - ou pelo site.

Os requisitos básicos para doação de sangue são: 
Estar em boa condições de saúde
Ter entre 16 e 69 anos, desde que a primeira doação tenha sido feita até os 60 anos
Pesar no mínimo 50kg
Estar descansado
Estar alimentado
Portar documento oficial com foto

Dra. Aruana Legnani Mohr - Hematologista

_________
Assessoria de Imprensa
Associação Médica de Umuarama

Anúncio - Dra Marlene
Anúncio - Dr Antonio