Segunda-feira, 10 de maio de 2021

(44) 2031-0399

(44) 9 9907-2342

Anúncio - Dr Ronaldo
Anúncio - André

Se fosse assim, seria fácil acabar com a pandemia

Beber água ajuda no combate ao coronavírus: é fake news

Publicado em 08/04/2021 às 17:57 por Editoria Movimento Saúde

Circula nas redes sociais uma notícia, creditada a um infectologista, em que o suposto médico diz que beber água ajuda no combate ao coronavírus. “A mídia só fala sobre lavar bem as mãos, usar álcool em gel e não levar a mão aos olhos, boca etc. Mas um fator importante para não contrair o vírus é beber água de 15 em 15 min. Não precisa beber um copo cheio, mas apenas alguns goles para manter a garganta úmida”, diz a mensagem. A justificativa é de que ao molhar a garganta, o vírus seria levado para o estômago e "morto" pelo suco gástrico.

Em março de 2020, o Ministério da Saúde já havia desmentido a notícia, mas nos últimos dias, o texto voltou a ser replicado com frequência em grupos de WhatsApp e pelo Facebook, e o assunto voltou a ser abordado, dessa vez, no quadro Correspondente Médico, da CNN Brasil, desta quinta-feira (8), quando o neurocirurgião Fernando Gomes confirmou tratar-se de fake news.

 "Assim como o vírus tem mutação, parece que as fake news também. Essa até veio com uma explicação fisiopatológica, algo mais sofisticado. Mas isso não tem sentido porque o vírus tem um tamanho infinitamente pequeno. Quando ele tem contato com uma mucosa tão cheia de rugosidade [como a do sistema respiratório] seria impossível conseguir 'lavá-lo' para retirá-lo [do corpo]", explica o médico.

Carga viral

Segundo Dr. Gomes, quando uma pessoa espirra ou tosse não é 'um vírus' que espalha. “Se tivéssemos uma lente de aumento gigante para verificar o que está acontecendo durante a contaminação, veríamos que a pessoa recebe 'uma nuvem' contendo diversos vírus, isso significa carga viral", completou o médico. "Por exemplo, uma pessoa muito doente quando tosse solta muito vírus, que em contato com a cavidade oral ou nasal de outra pessoa, acontece a transmissão", ilustra.

Ele reforça que é super importante beber água. “Mas numa situação que queremos combater infecção, seja viral ou bacteriana, não significa que ela vai tirar o coronavírus da jogada. Se fosse assim, seria fácil [acabar com a pandemia]", pondera Dr. Gomes.

Recomendações

O Ministério da Saúde disponibilizou um WhatsApp, por meio do qual qualquer cidadão poderá enviar gratuitamente mensagens com imagens ou textos que tenha recebido nas redes sociais para confirmar se a informação procede, antes de continuar compartilhando. O número é ( 61) 99333-8597 - uma espécie de disque fake news.

As recomendações do Ministério da Saúde, para prevenção ao coronavírus são:

  • Lave as mãos com frequência, com água e sabão. Ou então higienize com álcool em gel 70%;
  • Cubra seu nariz e boca com lenço ou COM O BRAÇO (e não com as mãos!) quando tossir ou espirrar;
  • Evite contato próximo com pessoas resfriadas ou que estejam com sintomas parecidos com os da gripe;
  • Quando estiver doente, fique em casa;
  • Evite tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;
  • Não compartilhe objetos de uso pessoal (como talheres, toalhas, pratos e copos);
  • Evite aglomerações e mantenha os ambientes ventilados.

 

Cléo Neres – Jornalista

Movimento Saúde

Com informações e fotos: Ministério da Saúde/CNN Brasil

 

 

Anúncio - Dra Marlene
Anúncio - Dr Antonio