Terça-feira, 13 de novembro de 2018

(44) 2031-0399

(44) 9 9907-2342

Anúncio - Fabio de Carvalho
Anúncio - Dr Ronaldo
Anúncio - Renilde

O prefeito Celso Pozzobom e a secretária de saúde Cecília Cividini participaram da abertura do treinamento

Foto: José Sabino

Equipes de saúde de Umuarama participam de atualização em urgência e emergências

Publicado em 27/08/2017 às 10:00 por Rosi Rodrigues

O profissional de saúde precisa estar sempre atualizado,  focado nas tecnologias da saúde, procedimentos e trabalhos terapêuticos para prevenir e tratar doenças.

Nesse sentido, funcionários da Prefeitura de Umuarama, 12ª Regional de Saúde, e representantes de entidades e parceiros que prestam serviços ao SUS (Sistema Único de Saúde), participaram de um treinamento com equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), na última sexta-feira, 25, no Paço Municipal.

O objetivo é a atualização no protocolo de reanimação cardiopulmonar e trauma. Os participantes aprenderam como reconhecer e a agir corretamente em uma parada cardio-respiratória e também em situações como bebês engasgados, queimaduras, traumatismo craniano, entre outros. O conteúdo abordado foi amplo.

O prefeito Celso Pozzobom reforçou a importância da atualização de conhecimentos, capacitação e formação para atender melhor aos pacientes.

“Precisamos nos preparar para superarmos obstáculos, vencer dificuldades e prestar um bom serviço. Estamos melhorando o conceito da saúde de Umuarama graças ao empenho e à dedicação de vocês, servidores, mas ainda temos um longo caminho”, disse o prefeito durante a abertura.

O treinamento foi focado nos atendentes dos serviços emergenciais

Enfermeiros, técnicos, motoristas de ambulância e agentes das Unidades Básicas de Saúde (UBS) de Umuarama e região participaram. O tema foi “Emergência pré-hospitalar – parada cardiorrespiratória e trauma”, com conteúdo em duas etapas – prática e teórica – com objetivo de levar conhecimentos atualizados sobre os procedimentos para o socorro às vítimas em situação de parada cardíaca e respiratória, bem como a identificação dos casos, reconhecimento precoce e processos de reanimação.

A secretária da Saúde, Cecília Cividini, disse que não se faz gestão sozinho – na saúde ou em qualquer área. “O envolvimento de todos, a dedicação e a parceria, para dar à população um atendimento cada vez mais eficiente e humano. Nossa equipe tem colaborado e os resultados estão aí, na boa aceitação por parte da população”, completou.

O técnico em enfermagem do Samu, Wagner Reis, responsável por ministrar treinamentos, expôs aos presentes o funcionamento do serviço, a dimensão do Samu Noroeste – que atende mais de 100 municípios e um público superior a 1 milhão de pessoas – bem como procedimentos padrão, formas de contato e até mitos que envolvem a atenção ao trauma.

Apesar do treinamento e da prática, com muitos atendimentos, segundo Reis, todos estão sujeitos a falhas e dúvidas, “portanto é importante o contato entre o profissional dos postos e os médicos reguladores, em caso de emergência, ainda mais em uma área tão sensível como a cardio-respiratória”. 

Os sintomas do infarto podem incluir: 

  1. Dor no lado esquerdo do peito, em forma de aperto, pontada ou peso, que pode irradiar para o pescoço, axila, costas, braço esquerdo ou até mesmo, braço direito;
  2. Dormência ou formigamento no braço esquerdo;
  3. Dor de estômago, sem relação com alimentos;
  4. Dor nas costas;
  5. Mal estar;
  6. Enjoos e tonturas;
  7. Palidez e suor frio;
  8. Dificuldade para respirar ou respiração rápida;
  9. Tosse seca;
  10. Dificuldade para dormir.

 

Infarto feminino

Os sintomas de infarto feminino geralmente são menos intensos que os sintomas de infarto masculino. As mulheres costumam apresentar:

  • Dor no queixo, no colo ou nas costas, como se tivesse um peso;
  • Forte indigestão, como se tivesse exagerado na alimentação;
  • Sensação de bolo na garganta;
  • Dificuldade para respirar.

Estes sintomas podem surgir até mesmo em repouso, e as mulheres que tomam pílula anticoncepcional, têm estresse elevado ou que fumam têm maiores chances de ter um infarto. No caso de sintomas agudos, ligue para o serviço de emergência e siga as orientações do atendente até que os socorristas cheguem. Ligue 192 SAMU. 

Anúncio - Dra Marlene
Anúncio - Dr Antonio