Terça-feira, 24 de novembro de 2020

(44) 2031-0399

(44) 9 9907-2342

Anúncio - Dr Ronaldo
Anúncio - Gisele
Anúncio - Movimento Saúde

Junho chegou e com ele vêm as tradicionais festas juninas com o uso de fogos, rojões e bombinhas para animar os ‘arraiás’.

O perigo das queimaduras durante festas juninas

Publicado em 06/06/2019 às 22:46 por Rosi Rodrigues
Junho chegou e com ele vêm as tradicionais festas juninas com o uso de fogos, rojões e bombinhas para animar os ‘arraiás’. Mas para a festa não virar tragédia, são precisos alguns cuidados, até porque esta é uma época em que aumentam os casos de queimaduras e amputações por conta da pirotecnia.
 
O capitão do Corpo de Bombeiros, Antônio Severino da Silva, orienta como se prevenir de acidentes. “No estado não há cultura de soltar balões, por isto os maiores riscos são com fogos de artifício, por causa do mau uso. Os fogos só devem ser comprados em lojas credenciadas pelo Corpo de Bombeiros e Polícia Civil. As instruções do fabricante devem ser seguidas à risca e adultos devem sempre supervisionar o uso por menores, mesmo dos estalinhos e bombinhas”, alerta.
 
O capitão ainda orienta que não se deve soltar fogos de terraços, varandas, dentro de carros, em direção a vias públicas ou pessoas, e nunca manuseá-los após ingerir bebida alcoólica.
 
O cirurgião plástico Fabrício Mattedi Regiani, do Centro de Tratamento de Queimados do Hospital Jayme, diz que além das queimaduras, as explosões podem provocar outros traumas. “Nessa época as queimaduras envolvem fogueiras, balões e fogos de artifício. E no caso dos fogos há também a destruição causada pela explosão, com grande impacto na vida produtiva das vítimas, já que o principal membro acometido é a mão”, explica.
 
Fabrício acrescenta que as pessoas devem evitar líquidos inflamáveis para acender fogueiras, ter cuidado com as crianças e não soltar balões. “E quando for comprar fogos, certificar-se de que são de qualidade e seguir as instruções do fabricante na hora de acender e de preferência à distância”, acrescenta.
 
Dona da loja Art Fogos, de Laranjeiras, Maria Aparecida frisa a importância de só comprar produtos certificados. Isso reduz muito o risco de acidentes. Já não vendemos tantos fogos porque as festas de rua perderam força por causa da violência. Mas a procura por bombinhas e estalinhos cresce até 80% nesta época.
 
Fonte: Portal Tempo Novo
Anúncio - Dra Marlene
Anúncio - Dr Antonio