Segunda-feira, 19 de agosto de 2019

(44) 2031-0399

(44) 9 9907-2342

Anúncio - Dr Ronaldo
Anúncio - Gisele

Sem os cuidados adequados, uma simples visita á manicure pode transformar as unhas em porta de entrada para uma série de infecções, micoses e até doenças mais graves como a hepatite B e C.

Foto: Divulgação

Cuidados simples na manicure podem evitar micoses e hepatite B e C

Publicado em 12/03/2019 às 12:22

Sem os cuidados adequados, uma simples visita á manicure pode transformar as unhas em porta de entrada para uma série de infecções, micoses e até doenças mais graves como a hepatite B e C.

Hepatite é qualquer inflamação que acometa o fígado, podendo variar de casos simples até doenças fulminantes e fatais, como cirrose ou câncer primário do fígado. Os tipos mais graves da doença são provocados pelos vírus B e C.

Segundo o cirurgião geral Alderson Luiz Pacheco, muitas pessoas infectadas pelo vírus da hepatite não apresentam sintomas, porém, correm o risco de desenvolver doenças hepáticas graves. “Outros pacientes podem apresentar sintomas semelhantes aos da gripe, incluindo fadiga, febre baixa, dores musculares e nas articulações, dor abdominal descrita como sensação de peso, diarreia ocasional e icterícia”, descreve.

A contaminação pode ser feita pelo contato com o sangue infectado ou por via sexual. Segundo Dr. Alderson, a prevenção da doença é muito simples e depende de alguns cuidados básicos diários.

Um deles é evitar o compartilhamento de objetos da manicure, como alicates, espátulas e palitos, uma vez que eles podem conter sangue infectado. “O ideal é levar o seu próprio kit de manicure, que também deve ser esterilizado, ao salão ou escolher um estabelecimento confiável”, afirma o médico. Ele cita um estudo recente feito na cidade de São Paulo que revelou que 93% das manicures reutilizam materiais descartáveis, como palitos, lixas e sacos plásticos. Além disso, apenas 7% das entrevistadas afirmaram usar fornos para esterilização, sendo que, destas, nenhuma sabia direito como usá-los (temperatura adequada e tempo de exposição dos materiais).

Fonte: Mulher.com.br

 

 

Anúncio - Dra Marlene
Anúncio - Dr Antonio