Sábado, 28 de novembro de 2020

(44) 2031-0399

(44) 9 9907-2342

Anúncio - Dr Ronaldo
Anúncio - Gisele
Anúncio - Movimento Saúde

Confira as dicas no final da reportagem e proteja os pequeninos

Mais um bebê é infectado pelo Covid-19 em Umuarama. Confira dicas de prevenção para crianças

Publicado em 20/05/2020 às 09:08 por Rosi Rodrigues

Uma dona de casa de 42 anos e um bebê de um ano e sete meses (avó e neto) são os novos casos positivos de Covid-19 em Umuarama, informa a Secretaria Municipal de Saúde, no boletim oficial desta terça-feira (19). Com isso, subiu para 18 o total de pessoas contaminadas pelo novo coronavírus na cidade e a preocupação com a prevenção da doença em crianças aumenta.

 A saúde municipal investiga como se deu a contaminação, mas tudo indica que seja por contato com um familiar que testou positivo para o vírus, já que todos residem na mesma casa. O quadro de saúde de ambos é estável e eles permanecem em isolamento domiciliar, sob monitoramento do Centro de Operações de Enfrentamento à Covid-10 (COE).

No boletim desta terça-feira, 19/05, o total de notificações aumentou para 461, com 187 casos suspeitos – dois internados em enfermaria e os demais em isolamento; 256 suspeitas já foram descartadas e dos 18 casos confirmados seis estão recuperados, 10 permanecem em isolamento domiciliar, uma paciente segue internado em UTI e uma pessoa morreu.

Segundo a Organização Mundial da Saúde – OMS, bebês e crianças são menos afetados pela Covid-19, em comparação com adultos e idosos.

No maior estudo de casos de pacientes pediátricos publicados até o momento, realizado por pesquisadores chineses entre 16 de janeiro e 8 de fevereiro, foram analisadas 2.135 crianças de 7 anos, em média, com suspeita ou confirmação de covid-19. Destas, 728 estavam, de fato, infectadas pelo vírus.

A imaturidade do sistema imunológico é uma das possibilidades apontadas pelos pesquisadores para a baixa infecção de crianças. Em crianças com doenças pré-existentes, como  asma, bronquite, cardiopatias, câncer, entre outras, os familiares devem tomar mais cuidado e intensificar as medidas preventivas.

 

DICAS DE PREVENÇÃO AO CORONAVÍRUS EM CRIANÇAS

As orientações para evitar que crianças se contaminem são as mesmas dedicadas aos adultos. Porém, é difícil evitar que elas coloquem a mão na boca, nariz ou olhos, ou mesmo garantir que cubram a boca com o braço ao tossir ou espirrar. Dessa forma, neste momento vale restringir bastante o contato social, além de manter práticas de higiene que ajudam a evitar a propagação do vírus e incentivar que elas cultivem esses hábitos.

Veja aqui as principais recomendações:

Evitar ao máximo sair de casa. Se sair, usar máscara o tempo todo.

Lavar bem as mãos com frequência, usando água e sabão;

Evitar contato com pessoas doentes;

Não leve crianças a feiras e supermercados;

Não leve crianças a parques ou outros locais públicos;

Limpe as superfícies e objetos de uso comum da casa (como maçanetas, mesas, controle remoto e interruptores);

Limpe e lave brinquedos, incluindo bichinhos de pelúcia, conforme orientação do fabricante.

Em caso de sintomas, procure orientações com um profissional de saúde.

A doença pode ser leve nas crianças, mas elas podem transmitir o vírus para quem faz parte do grupo de risco. Daí a importância de tomar medidas para conter a disseminação do vírus.

 

 

Anúncio - Dra Marlene
Anúncio - Dr Antonio