Quinta-feira, 23 de setembro de 2021

(44) 2031-0399

(44) 9 9907-2342

Anúncio - Dr Ronaldo
Anúncio - André

“Se não tratada, infecção por HPV pode evoluir para câncer cervical”, alerta especialista

Publicado em 08/07/2021 às 12:15 por Editoria Movimento Saúde

“Se não tratada, infecção por HPV pode evoluir para câncer cervical”, alerta a médica Dra. Ana Maria Kato (CRM 10682-PR/RQE 12346). Segundo ela, o câncer do colo do útero, também chamado de câncer cervical, é causado pela infecção persistente por alguns tipos do Papilomavírus Humano - HPV (chamados de tipos oncogênicos), “no entanto é um dos tumores mais preveníveis, diagnosticáveis e tratáveis na fase inicial”, salienta a especialista.

A médica esclarece que a infecção genital por esse vírus é muito frequente e não causa câncer na maioria das vezes. “Entretanto, em alguns casos, podem ocorrer alterações celulares que evoluem para o câncer. Essas alterações são descobertas facilmente no exame preventivo (conhecido também como Papanicolau), e são curáveis na quase totalidade dos casos. Por isso, é importante a realização periódica desse exame”, disse.

E uma boa notícia. “Diferente de outros tipos de cânceres que só são tratados depois de instalados, algumas alterações no colo do útero podem ser diagnosticadas e depois tratadas com medicamentos ou procedimentos simples, evitando que o câncer apareça e permitindo que a paciente leve sua rotina normalmente durante o tratamento”, esclarece a Dra. Ana.

O câncer de colo de útero é o terceiro tumor maligno mais frequente na população feminina (atrás do câncer de mama e do colorretal), e a quarta causa de morte de mulheres por câncer no Brasil.

A recomendação da especialista é que todas as mulheres, a partir do início da vida sexual, realizem o exame preventivo do câncer do colo do útero periodicamente. “O exame é ofertado gratuitamente pelo SUS nas unidades de saúde e é realizado pela maioria dos médicos ginecologistas em clínicas e consultórios. O importante é não se descuidar e fazer o exame, pelo menos, uma vez por ano, ou de acordo com a orientação do seu médico”, ressaltou. 

Existem exames especiais para diagnosticar a presença de HPV. Informe-se com seu médico.

 

SOBRE A ESPECIALISTA
A infecção pelo HPV é muito frequente e não causa câncer na maioria das vezes, esclarece a Dra. Ana KatoDRA. ANA MARIA KATO 
Graduada em Medicina pela Faculdade de Medicina de Itajubá - MG
Residência Médica em Ginecologia pelo Hospital Souza Aguiar - RJ
Título de Especialista em Ginecologia e Obstetrícia pela Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia - FEBRASGO
Qualificação em Colposcopia pela Associação Brasileira de Patologia do Trato Genital Inferior e Colposcopia - (ABPTGI e Colposcopia)
 


ASSESSORIA
ASSOCIAÇÃO MÉDICA DE UMUARAMA

Anúncio - Dra Marlene
Anúncio - Dr Antonio