Segunda-feira, 21 de setembro de 2020

(44) 2031-0399

(44) 9 9907-2342

Anúncio - Dr Ronaldo
Anúncio - Gisele
Anúncio - Movimento Saúde

Doença que afeta as articulações pode dificultar movimentos simples do dia a dia

Foto: Divulgação

Artrose nas mãos: uso excessivo de celular é fator de risco

Publicado em 06/07/2020 às 10:43

A artrose nas mãos começa com uma sensação de que as juntas dos dedos estão ressecadas, como se estivessem travadas ou até mesmo um pouco inchadas. Se nada for feito, com o tempo, vem um grande desconforto.

Afinal, esta doença provoca o desgaste das articulações e, assim, aumenta o atrito entre os ossos, que acaba causando dor e dificuldade para realizar movimentos simples no dia a dia - como segurar objetos ou escrever. Nos casos mais avançados, há ainda a formação de nódulos duros nos dedos, provocando deformações.

O que causa artrose nas mãos?

Assim, a artrose pode ser bastante limitante, principalmente quando atinge as duas mãos, sendo mais comum em idosos e em mulheres na menopausa, devido ao envelhecimento da cartilagem. Além disso, ela também pode acometer pessoas que realizam atividades que exijam frequentemente as articulações das mãos, como o trabalho doméstico, por exemplo.

Doenças inflamatórias, autoimunes ou genéticas também podem favorecer a rigidez das mãos, resultando em artrose. Entretanto, em tempos de era digital, não é incomum ver essa patologia em pessoas jovens e saudáveis, já que essa doença também está associada ao uso excessivo de celular ou computador.

Uma pesquisa recente, desenvolvida pela Universidade de Gothenburg, na Suécia, mostrou que existe uma relação direta entre o uso frequente de celulares e o surgimento de dores nas mãos - sendo que o polegar é o mais prejudicado.

Na análise, foi constatado que os movimentos altamente repetitivos dos dedos têm sido identificados como um potencial fator de risco para o aparecimento de distúrbios osteomusculares - o que pode levar a um quadro de artrose precoce.

Como tratar a artrose nas mãos

Tanto o diagnóstico quanto o tratamento inicial da artrose nas mãos é clínico, feito através de medicamentos anti-inflamatórios, analgésicos, imobilização e reabilitação. Medicamentos protetores de cartilagem também podem retardar o processo de desgaste e, consequentemente, diminuir a dor.

Em casos mais avançados, é melhor que seja realizada uma intervenção cirúrgica, cujo método depende da articulação envolvida e também do grau da artrose.

Dentro da fisioterapia, também existem diversas técnicas que podem ser utilizadas em casos de artrose, como terapia a laser, exercícios e massagens fisioterapêuticas. O objetivo principal desses métodos é fortalecer os músculos ao redor dessas articulações.

Geralmente, são indicados exercícios leves e de baixa intensidade para este fim. Vale destacar ainda que a fisioterapia deve ser associada com outros métodos terapêuticos para complementar o tratamento e atingir o melhor grau de recuperação.

Além disso, algumas medidas de prevenção também são fundamentais para evitar e/ou retardar o surgimento da doença. Entre essas ações está o controle das atividades exercidas no cotidiano, que deve incluir pausas para descanso e alongamento das articulações dos dedos e punhos.

 

Fonte: Minha vida

 

Anúncio - Dra Marlene
Anúncio - Dr Antonio