Sábado, 24 de agosto de 2019

(44) 2031-0399

(44) 9 9907-2342

Anúncio - Dr Ronaldo
Anúncio - Gisele

A Secretaria Municipal de Saúde alerta que a vacina é uma forma importante e gratuita de prevenir a gripe ou, pelo menos, atuar os efeitos e reduzir as complicações.

Após morte por H1N1 na Regional de Umuarama, autoridades intensificam campanha de vacinação

Publicado em 23/05/2019 às 11:30 por Rosi Rodrigues

A 12ª Regional de Saúde, através da Secretaria de Estado da Saúde do Paraná, confirmou, na manhã desta quinta-feira (23), a morte de uma pessoa por gripe H1N1 na região de Umuarama. O Estado está longe de cumprir a meta e as secretarias municipais de saúde intensificam a campanha, convocando a população a comparecer aos locais de vacinação. Neste sábado (25), haverá vacina em dois pontos de Umuarama. Outras cidades também realizam estratégias para convocar a população. 

Segundo informou a Regional, a vítima foi um homem de 48 anos com problemas renais, morador de Mariluz.  A morte foi registrada no dia 3 de abril e a causa confirmada nesta manhã, depois de realizados todos os exames necessários. 

Um dos postos será instalado junto ao Supermercado Planalto da Praça Anchieta e outro junto ao Planalto da Avenida Tiradentes. Pessoas que pertencem aos grupos prioritários podem procurar os mercados das 8h30 às 11h30. 

Conforme a Sesa, a campanha de vacinação contra a gripe no Paraná mostra que 69,19% do público-alvo foi imunizado. Mesmo assim, os casos da doença seguem em alta.

O último boletim da Secretaria informa que aumentou o número de casos confirmados e de mortes provocados pela gripe: são 109 casos, com 31 mortes. Na semana anterior o boletim apresentava 74 casos graves confirmados de Influenza com 22 óbitos em todo o Estado.

As mortes foram registradas pelas Regionais de Saúde de Paranaguá, Foz do Iguaçu, Cascavel, Campo Mourão, Umuarama, Paranavaí, Maringá, Apucarana, Londrina, Toledo e Curitiba.

A Secretaria da Saúde insiste sobre a importância da vacinação contra a gripe. “A aproximação do inverno provoca aumento do número de casos e por isso reforçamos a necessidade de que o público-alvo estabelecido pelo Ministério da Saúde receba a dose da vacina que está à disposição em todas as unidades de saúde do Estado”, afirma a enfermeira da Divisão de Vigilância do Programa de Imunização, Vera Rita da Maia.

Ela destaca ainda que a vacina contra gripe é segura e reduz as complicações que podem evoluir para casos graves da doença, internações e óbitos.

ADESÃO

Entre os grupos prioritários da campanha nacional de vacinação contra influenza, em Umuarama, crianças e gestantes têm apresentado a menor adesão. A Secretaria Municipal de Saúde alerta que a vacina é uma forma importante e gratuita de prevenir a gripe ou, pelo menos, atuar os efeitos e reduzir as complicações. Mas para isso é importante receber as doses.
Até o início desta semana, a cobertura vacinal de crianças de 6 meses a menos de 2 anos estava em 65,8% (com 1.453 doses aplicadas). Já o grupo entre 2 anos e menos de 5 anos atingiu 70,9% (2.640 vacinados) e na faixa dos 5 anos, 44,15% (551 crianças). Entre os menores de 6 anos, no geral, a média atingida é de 64,7% – ou seja, 4.644 crianças vacinadas.
Entre as gestantes, 71,5% procuraram as unidades para receber a vacina, totalizando 789 mulheres. Os trabalhadores na área de saúde atingiram 73,8% (2.230 vacinados), as puérperas superaram a meta (116,5%) com 211 pessoas imunizadas e os idosos chegaram a 87,3% da meta, com 11.139 doses aplicadas. 

FEBRE AMARELA

A Secretaria Municipal de Saúde de Umuarama está alerta após a morte de um macaco em Guaíra, a 110 km de Umuarama, com suspeita de febre amarela. “Recebemos seringas e vacinas para as atividades de imunização. Estamos nos organizando para oferecer a vacina à população antes que a doença chegue até nossa cidade”, afirmou a secretária municipal de Saúde, Cecília Cividini. Porém, ainda não é o momento para vacinar gestantes.
A vacina estará disponível em todas as unidades de saúde do município. A população será orientada sobre a necessidade da vacinação e os agentes de saúde a iniciar a busca ativa e atuação extramuro de suscetíveis (pessoas sem comprovação de vacina). “Até dia 31 de junho todas as UBS estarão ofertando vacina da febre amarela todos os dias. As pessoas podem procurar a unidade de saúde de referência. A vacina é aplicada em dose única. Quem tem dose anotada na carteirinha não precisa repetir a imunização”, completou a secretária.

Anúncio - Dra Marlene
Anúncio - Dr Antonio