Terça-feira, 22 de janeiro de 2019

(44) 2031-0399

(44) 9 9907-2342

Anúncio - Fabio de Carvalho
Anúncio - Dr Ronaldo
Anúncio - Renilde

O Brasil detém o 1º lugar do mundo no consumo de destilados como a cachaça.

Foto: Divulgação

Alcoolismo

Publicado em 04/01/2019 às 01:57

O alcoolismo é uma doença crônica e progressiva manifestada pela ingestão repetida de bebidas alcoólicas com dificuldade de abstenção e perda do controle, causada quando o indivíduo começa a beber, desencadeando dessa forma problemas biopsicosociais. A conduta do alcoolista varia de indivíduo para indivíduo. Em alguns casos, o álcool leva a uma conduta violenta e desequilibrada enquanto a outros leva à indiferença e à alienação. Muitas vezes os alcoolistas não deixam transparecer para os estranhos que estão alcoolizados. Já no ambiente familiar, quando sentem que há um medo da família frente a sua pessoa, tornam-se cada vez mais "todo-poderoso" e agressivo, chegando até mesmo a agressões físicas.

Todo alcoolista apresenta três características básicas através das quais pode se detectar a doença:

Negação da doença: o doente nega que bebe. Quando chega a admitir que bebe, diminui a quantidade (diz que bebe menos do que bebe realmente).

Projeção: sempre tem motivos para beber, sejam de tristezas ou de alegrias.

Onipotência: diz que pára de beber a hora que quiser. Enquanto o indivíduo apresentar esses mecanismos está sob o domínio da doença.

Sintomas

O álcool é uma droga, portanto, sua dependência causa sintomas de abstinência como tremor, náuseas, sudorese, palpitações e ainda cirrose, gastrite, etc. O alcoolista pode ter várias conseqüências físicas, por exemplo:
Acidentes (no lar, no serviço e nas estradas);
Lesão cerebral;
Câncer;
Coração e pressão arterial;
Doenças do fígado, esôfago e estômago.

Orientações

Procurar tratamento em:
- Serviços psiquiátricos e psicológicos;
- Terapeutas e Conselheiros em dependência química;
- Ajuda mútua em AA ou outros grupos de apoio;
- Participação familiar.

Fique atento:
- O Brasil detém o 1º lugar do mundo no consumo de destilados como a cachaça.
- O álcool interfere no processo de concentração no trabalho e os alcoolistas estão justamente na faixa de maior produtividade do indivíduo – entre 25 e 45 anos.
- O alcoolismo é uma doença crônica, incurável e progressiva. Mas o que também é importante: é controlável.
- O álcool é responsável pela maioria dos acidentes de trânsito, porque altera a percepção do espaço, do tempo e a capacidade de enxergar bem.

Fonte:ASSOCIAÇÃO CRICIUMENSE DE APOIO A SAÚDE MENTAL

Anúncio - Dra Marlene
Anúncio - Dr Antonio