Quarta-feira, 21 de agosto de 2019

(44) 2031-0399

(44) 9 9907-2342

Anúncio - Dr Ronaldo
Anúncio - Gisele

Projeto Bairro Saudável coleta quase 290 toneladas de resíduos

Publicado em 17/03/2018 às 12:19 por Rosi Rodrigues

Uma das ações emergenciais realizadas pela Prefeitura de Umuarama no combate à dengue chegou ao fim nesta semana com um resultado surpreendente: o Bairro Saudável, que coletou resíduos em todos os bairros de Umuarama entre os dias 5 de fevereiro e 13 de março, recolheu quase 290 toneladas de materiais diversos, como móveis velhos, eletrodomésticos, recipientes plásticos, caixas, galhos de árvores e outros detritos. Umuarama teve um índice de infestação do mosquito transmissor bem acima do aceitável no início deste ano e várias ações foram planejadas para evitar uma possível epidemia. 

O volume de lixo recolhido é impressionante, na avaliação do secretário municipal de Serviços Públicos, José Guimarães de Melo, “porque no ano passado já havíamos realizado o Bairro Saudável em toda a extensão do município, sempre nos finais de semana, com um saldo de 166 toneladas recolhidas”, afirmou. “Agora, apesar do tempo reduzido e do período ainda próxima à coleta anterior, a população dispensou 288.980 quilos de material descartado”, comparou.

A Prefeitura utilizou mão de obra própria e também caminhões contratados de uma empresa terceirizada. “Foi um trabalho intenso, prejudicado apenas pelas chuvas. Apesar do foco nos materiais que acumulassem água, para evitar a reprodução do mosquito da dengue, a população dispensou de tudo nas calçadas e o volume ficou bem acima do esperado”, comentou.

Uma série de ações foi desencadeada pela administração municipal porque o índice de infestação predial em janeiro ficou em 6,3% em Umuarama. Para o levantamento a cidade é dividida em três regiões, com 80 localidades. “Em 11 desses locais não foram encontrados focos do mosquito, porém em 18 deles o índice ficou acima de 10%”, lembrou o prefeito Celso Pozzobom. “Isso nos colocou em situação de alerta e após discutirmos estratégias com nosso pessoal e lideranças da sociedade, uma das iniciativas foi retomar o Bairro Saudável”, acrescentou.

Os maiores percentuais de infestação foram registrados no Jardim Cruzeiro (25%), Jardim Aratimbó (16%), Parque Primeiro de Maio (15,5%), região do Colégio Monteiro Lobato e Jardim Alto da Glória (14,28%). Nas demais localidades o índice ficou entre 0% e 9%. Além do bota-fora, a Prefeitura intensificou a coleta de recicláveis – feita semanalmente em toda a área urbana e nos distritos – e as equipes da Vigilância Ambiental, agentes de combate a endemias, membros do Comitê de Acompanhamento das Ações de Controle da Dengue e voluntários fizeram visitas para conscientizar a população.

Para a secretária municipal da Saúde, Cecília Cividini, embora os casos de dengue (suspeitos, notificados e casos confirmados) estejam aparentemente sob controle, “não podemos relaxar nas medidas de combate ao mosquito”, alerta. “Se a doença começar a circular e a cidade estiver infestada pelo Aedes aegypti, o risco de um surto da doença é muito grande. Temos registrado dias de calor e muita chuva, que favorecem a reprodução do mosquito. Por isso, é de extrema importância que a população esteja alerta, cuidado do seu quintal e informando sobre qualquer problema que ocorra nas imediações da sua casa”, recomendou a secretária da Saúde.

 

Anúncio - Dra Marlene
Anúncio - Dr Antonio