Sexta-feira, 22 de outubro de 2021

(44) 2031-0399

(44) 9 9907-2342

Anúncio - Dr Ronaldo
Anúncio - André

Umuarama: Ano Epidemiológico se encerra com 143 casos de dengue confirmados e nenhuma morte

Publicado em 04/08/2021 às 17:31 por Editoria Movimento Saúde

A Vigilância em Saúde Ambiental e Epidemiológica, órgão da Secretaria de Saúde de Umuarama, encerrou nesta semana o chamado Ano Epidemiológico da dengue (iniciado em 26 de julho de 2020). Neste período, 1.122 notificações foram registradas e 979 casos foram descartados (87,2%). O número de casos confirmados da doença fechou em 143 – quase 12 casos por mês – e a boa notícia é que nenhuma morte pela doença foi registrada.
De acordo com o Informe Técnico emitido semanalmente, 139 casos de dengue eram autóctones, ou seja, a doença foi adquirida em Umuarama mesmo – outros quatro casos foram importados. “Neste ano, em nenhum momento a cidade teve indicação de surto, quando fica em estado vermelho. Em alguns bairros até tivemos de fazer um esforço concentrado para a eliminação de focos, mas graças ao trabalho de nossos agentes e a dedicação dos moradores, mantivemos um quadro estável”, comenta Carlos Roberto da Silva, chefe da Vigilância Ambiental.
Ele indica que com relação à classificação das unidades de saúde por incidência de focos do mosquito Aedes aegypti, estão em estado de alerta (com o registro de 1 a 3 casos) o Jardim Lisboa, 1º de Maio, Guarani, Anchieta, Jardim Cruzeiro, Posto Central, 26 de Junho, Jardim União, Jardim Panorama, Conjunto Sonho Meu e Parque Industrial. Já as regiões com baixa incidência (com zero a um caso de dengue) estão Parque Jabuticabeiras, Bem Estar, Centro de Saúde Escola (Unipar sede), Jardim Cidade Alta, São Cristóvão, Parque San Remo, Ouro Branco e Vitória Régia.
Quando se fala em número de casos confirmados, a região com mais resultados positivos é a do Guarani-Anchieta, com 22 pessoas contaminadas (no ano). Em segundo lugar está o Posto Central e o Jardim Panorama (com 14 casos), 26 de Junho (11), Jardim Lisboa (9), Jardim Cruzeiro e Cidade Alta (7 casos cada), Vitória Régia (6), San Remo, Jardim União, Ouro Branco, Parque Industrial e Sonho Meu (5 casos cada), Lovat, 1º de Maio e Serra dos Dourados (4 casos cada), São Cristóvão e área rural (3 casos cada) e Jabuticabeiras e Bem Estar (com 2 casos cada).

Fonte: PMU

Foto: PMU/Divulgação

Anúncio - Dra Marlene
Anúncio - Dr Antonio