Quinta-feira, 23 de setembro de 2021

(44) 2031-0399

(44) 9 9907-2342

Anúncio - Dr Ronaldo
Anúncio - André

As expectativas são boas

Como anda a produção e distribuição de vacinas contra covid-19

Publicado em 22/04/2021 às 11:56 por Editoria Movimento Saúde

Em meio à campanha de vacinação contra o coronavirus, as expectativas com relação ao envio das remessas dos imunizantes pelo governo federal oscila, atrasa, e deixa a população insegura. Saiba qual o posicionamento dos fabricantes das duas vacinas que estão sendo administradas aos brasileiros - Oxford/AstraZeneca e CoronaVac. 

Oxford/AstraZeneca

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) anunciou nesta quarta-feira (21) que vai entregar, na próxima sexta-feira (23), 5 milhões de doses da vacina Oxford/AstraZeneca contra covid-19 produzidas pelo Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos (Bio-Manguinhos). A quantidade supera a previsão inicial para esta semana em 300 mil doses.

Por questões logísticas relacionadas à distribuição das vacinas, a Fiocruz passará a liberar os lotes para o Programa Nacional de Imunizações (PNI) sempre às sextas-feiras. Segundo a fundação, a decisão foi tomada em conjunto com o Ministério da Saúde, o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) e o Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems).

Na semana passada, Bio-Manguinhos também liberou 5 milhões de doses, porém em duas remessas, na quarta-feira e na sexta-feira. Para a semana que vem, o cronograma prevê mais 6,7 milhões de doses, o que fará com que a fundação entregue mais de 18 milhões de doses no mês de abril.

Para os próximos meses, a programação é que as entregas cresçam em volume e cheguem a 21,5 milhões, em maio; 34,2 milhões, em junho; e 22 milhões, em julho. Desse modo, a fundação cumprirá a meta de produzir 100,4 milhões de doses a partir do ingrediente farmacêutico ativo (IFA) importado, conforme acordo de encomenda tecnológica firmado com a farmacêutica AstraZeneca. No segundo semestre, a Fiocruz prevê produzir 110 milhões de doses com IFA fabricado no Brasil.

Já foram entregues ao Programa Nacional de Imunizações 14,8 milhões de doses da vacina Oxford/AstraZeneca, sendo 10,8 milhões produzidas por Bio-Manguinhos. As outras quatro milhões foram importadas prontas da Índia nos meses de janeiro e fevereiro. 

CoronaVac

O Instituto Butantan retomou a produção da vacina CoronaVac com o carregamento de IFA que chegou da China na última segunda-feira (19). De acordo com o governo de São Paulo, a próxima entrega ao Plano Nacional de Imunização (PNI), com 5 milhões de doses, está prevista até a primeira semana de maio.

O envase da CoronaVac estava paralisado desde a primeira semana de abril, após um atraso no envio do Ingrediente Farmacêutico Ativo (IFA) que chegaria da China. Com a entrega do carregamento de 3 mil litros do produto nesta semana, o instituto retomou a operação de envase, rotulagem, embalagem e controle de qualidade das vacinas.

Desde 17 de janeiro, o Butantan já entregou 41,4 milhões de doses da CoronaVac ao PNI. De acordo com o calendário firmado em contrato com o Ministério da Saúde, 46 milhões de vacinas devem ser entregues ao governo federal até 30 de abril.

Em nota, o governo do estado disse que um segundo carregamento com mais 3 mil litros de matéria-prima, suficientes para outros 5 milhões de doses, deve ser entregue ao Butantan nas próximas semanas.

Esse lote ainda estaria aguardando autorização para embarcar da China.

Recebimento no Paraná

O Paraná vai receber nesta quinta-feira (22) mais 205.200 doses de vacinas contra a Covid-19. São 166.000 da AstraZeneca/Fiocruz e 39.200 da CoronaVac/Butantan. Na sequência os imunizantes serão encaminhados de caminhão para o Centro de Medicamente do Paraná (Cemepar), na Capital, para verificação e divisão e começam a ser encaminhadas às 22 Regionais de Saúde do Estado nesta sexta-feira (23).

Essa é a 14ª remessa enviada ao Paraná pelo Ministério da Saúde. Pela estratificação do novo lote, o Estado dará prosseguimento na vacinação dos grupos prioritários elencados no Plano Estadual de Vacinação contra a Covid-19. São 149.459 primeiras doses (72% do total) e 35.149 segundas doses, além da reserva técnica indicada pelo ministério.

Com o novo lote, o Estado ultrapassará a marca de 3 milhões de doses recebidas desde o começo do ano. Nesta quarta-feira (21) o Paraná ultrapassou a marca de 2 milhões de doses.

As doses da AstraZeneca estão indicadas para aplicação em idosos de 60 a 64 anos, correspondentes a 26% do público estimado. São 149.397 vacinas. É parte de um lote de 2.808.000 de imunizantes Covishield que será distribuído pelo Ministério da Saúde.

As do Butantan estão divididas em 62 primeiras doses para forças de segurança pública e salvamento (incluindo as Forças Armadas), 4.554 segundas doses para trabalhadores da segurança pública/salvamento/Forças Armadas e 30.595 segundas doses para idosos de 65 a 69 anos, referentes aos reforços das remessas 11 e 12. É parte de um lote de 700.000 doses a ser distribuído para todo o País.

Segundo o Vacinômetro da secretaria estadual da Saúde, 1.503.580 pessoas já receberam as primeiras doses e 604.420 as segundas doses no Paraná, o que representa 100% e 58,1% de eficácia na aplicação pelos municípios, respectivamente – lembrando que para a segunda dose é preciso respeitar o intervalo de aplicação indicado na bula do imunizante.

Vacinação em Umuarama

Até esta quarta-feira (21), a Secretaria Municipal de Saúde vacinou 17.828 pessoas dos grupos prioritários definidos pelo Plano Nacional de Imunização e 8.769 pessoas receberam também a segunda dose. A vacinação para idosos continua nas UBS de referência. 

Nesta quinta-feira (22) serão vacinadas pessoas agendadas para esta data e também datas anteriores. A vacina será ministrada a partir das 13h30, nas unidades básicas de saúde Ouro Branco, Jardim Cruzeiro, Cidade Alta, Centro de Saúde Escola, 1º de Maio, San Remo e Central.

A população deve ficar atenta às datas de agendamento e divulgação da Secretaria Municipal de Saúde para o cumprimento do calendário. 

Com informações da Agência Brasil/Estadão/AEN/PMU

Anúncio - Dra Marlene
Anúncio - Dr Antonio