Sexta-feira, 16 de abril de 2021

(44) 2031-0399

(44) 9 9907-2342

Anúncio - Dr Ronaldo
Anúncio - André

O formulário será disponibilizado por meio de um banner no site da Prefeitura

Foto: PMU

Pré-cadastro da população visa dinamizar vacinação em Umuarama

Publicado em 31/03/2021 às 13:22

A Secretaria Municipal de Saúde, em conjunto com o Núcleo de Tecnologia e Informação (NTI) e a Controladoria Interna da Prefeitura, desenvolveu um formulário disponibilizado através de um banner no site da Prefeitura (www.umuarama.pr.gov.br) para atualizar a base de dados do município sobre a população na área de saúde. A ferramenta vai auxiliar, inclusive, na organização do plano municipal de imunização contra o coronavírus, permitindo dinamizar a vacinação.

Para isso, será necessário a adesão maciça dos umuaramenses, inicialmente do grupo de 60 anos ou mais, que está em vias de receber as próximas doses. “Com esse pré-cadastro preenchido corretamente conseguiremos reduzir o tempo nas filas, evitando aglomeração e diminuindo os riscos. Outra vantagem será a possibilidade de distribuir melhor as vacinas por regiões, conforme o público-alvo de cada bairro, levando a imunização mais perto para que as pessoas não precisem ir muito longe de casa”, disse a secretária da Saúde, Cecília Cividini.

O controlador interno do município, Daniel Dutra de Souza, disse que o recadastramento da população é importante também porque a base de dados, com as informações disponibilizadas pelo IBGE, por faixa etária, está desatualizada. “O último Censo foi realizado há mais de 10 anos, por isso contamos hoje com estimativas populacionais que nem sempre se confirmam. Com a atualização, teremos dados mais confiáveis para a vacinação e outros programas desenvolvidos na área de saúde e melhor acompanhamento sobre o cumprimento do Plano Nacional de Imunização”, acrescentou.

O pré-cadastro é exclusivo para residentes no município. O preenchimento é simples e as informações devem ser comprovadas. O responsável pelo NTI, Rafael Moretto Barros, explica que será necessário fornecer dados como identificação, endereço, telefone, e-mail, atividade profissional, condições gerais de saúde e eventuais comorbidades, tudo de forma simples e direta.

“O cidadão poderá imprimir o código de identificação gerado após o preenchimento do formulário ou salvá-lo no celular e apresentá-lo quando for tomar a vacina. Hoje o processo manual de cadastramento aumenta o tempo na fila. Com a declaração, será necessário apenas conferir alguns dados e a vacinação será bem mais rápida, ao mesmo tempo em que o município terá informações mais confiáveis e detalhadas da população”, concluiu.

Os dados do questionário são sigilosos, de acordo com a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD 13.709/2018), poderão ser utilizados para execução de políticas públicas na área da saúde e originar dados estatísticos em modo anônimo (sem identificação).

O formulário pode ser acessado clicando aqui.

Anúncio - Dra Marlene
Anúncio - Dr Antonio